Total de visualizações de página

segunda-feira, 25 de junho de 2018

MANDERBACH



“Prezado Luiz,
Parabéns pelo blog que acompanho há muito tempo. Seguem fotos de meu pai Germano Adolpho Manderbach em um planador Neva B Monitor, vulgo Neivão, em Manguinhos por volta de 1945/46.
A segunda foto foi tirado na rampa do Iate Clube Do Rio de Janeiro entre 1942/43, onde ele tirou o brevet de avião.
A última acredito que seja na Quinta da Boa Vista em alguma competição. Meu pai é o segundo da esquerda para direita na fileira de trás com um modelo com asa bem grande. Pena não poder identificar os demais. Acredito que seja entre 1940/41.
Caso seja útil pode utilizá-la como quiser.
Obrigado e boa noite.
Alexandre Manderbach”
PS: por curiosidade fui procurar no acervo do Correio da Manhã, da década de 1940, o nome de Germano Manderbach. Há citações como “Pelo comando da 1ª Região Militar foram autorizados a se ausentar do país os seguintes reservistas: (...) Germano Mandercah, aos Estados Unidos, em caráter transitório”.  
E um elogio por ocasião de prova de tiro ao alvo em preparação dos atiradores para o Campeonato Mundial de Tiro a ser realizado em Buenos Aires, em 1949: “Devemos destacar o resultado de Germano Manderbach, atirador quase estreante em provas desta natureza, o qual pode aparecer com sucesso em qualquer competição.” Germano Manderbach – F.F.C. fez 586 pontos e obteve o 2º lugar.
O “Saudades do Rio” agradece a colaboração do Alexandre e a visita de muitos desconhecidos (a média tem sido entre 300 e 400 visualizações diárias).

domingo, 24 de junho de 2018

MOÇAS DE ANTIGAMENTE




Como eram bonitas as moças de antigamente.
 
FF 1: Parabéns ao Andre Decourt, o verdadeiro mestre do Rio Antigo, pelo aniversário.
 
FF 2: O que foram os números sorteados ontem na Mega-Sena? E ainda haver 4 ganhadores!

sábado, 23 de junho de 2018

MOTOS



Hoje revemos fotos enviadas pelo Gustavo Lemos e que foram publicadas no Concurso Sherlock Holmes.
 
As duas motos estão na Rua Souza Lima, em Copacabana, e a colorização é do Conde di Lido.

Em primeiro plano temos um BMW e ao seu lado uma Norton Manx. A BMW está com a descarga livre e devia fazer um barulhão. As duas motos eram o sonho de consumo dos jovens da época, em 1940.
 
 

sexta-feira, 22 de junho de 2018

CACHAMBI



 
 
Ontem o Mauroxará pediu a reprodução de uma foto. Pelas indicações que ele deu acho que se trata desta, que foi a “Etapa 11” do Concurso Sherlock Holmes.
Mostra a Rua Cachambi em 21/07/51, em foto enviada pelo Helio Ribeiro, na esquina das ruas Getúlio (à direita) e São Gabriel (à esquerda).
Note-se no chão o rodo dos trilhos do bonde da linha 85 - Cachamby, que fazia a volta neste local. Ao fundo, vê-se um bonde dessa linha indo em direção ao Méier.
O terreno vazio à esquerda era o local onde o bonde fazia o rodo a fim de retornar para o Méier.
 
 
Atualmente este terreno é ocupado pela empresa São Jorge de Cascadura, especializada em venda de material descartável.

Já contou o Lino, que trabalhava bem próximo, que a Rua São Gabriel é a rua anterior à Rua Honório, que já foi um grande centro moveleiro do RJ nas décadas de 70 até 90 (hoje em dia ainda existem algumas lojas, porém já sem a mesma importância).
Nesta área o Lino indica o Restaurante do Evandro, boa comida sem luxo e preços excelentes.
Já o Mauroxará contou que vemos pela esquerda a chaminé de uma padaria que ainda está lá. O botequim, junto com a casa do portão azul, faz parte do mercado que era Guanabara e agora é Rede Economia. A curva foi incorporada ao São Jorge de Cascadura, antes era Casas da Banha, Ali também foi garagem da Viação São Paulo. O cara encostado no poste é o "Baiano", dono de uma barraca de peixes lá no fundo da curva. Nessa curva é que a garotada moía vidro para cerol.
E complementa dizendo para o Lino que, “com licença do meu amigo Evandro, mas lá no Cachambi nessa mesma rua tem o Cachambeer, que é o melhor restaurante da região.”



quinta-feira, 21 de junho de 2018

RIO HOJE


Nos tempos áureos dos fotologs, o prezado e atualmente frequentador do Facebook, Rafael Neto, o Rafito, especializou-se em mostrar como estavam os locais das fotos publicadas nos fotologs do Rio Antigo.
 
Pois o Joel Almeida fez isto com a fotografia de hoje.
 
Vemos a Rua Barão do Bom Retiro, no Grajaú, em 1961 e em 2018.
 
Obrigado ao Joel.

quarta-feira, 20 de junho de 2018

HOSPITAL DAS BONECAS





Havia, nos anos 70, um Hospital das Bonecas na Rua São Clemente nº 61, em Botafogo. Lá eram consertados todos e quaisquer tipos de bonecas, sejam de louça, plástico, porcelana. O anúncio dizia que “Se sua filha quebrou a preferida, não a deixe chorar muito tempo”.

Talvez fosse o sucessor do Hospital de Bonecas de Adelino Fernandes Cardoso, que por décadas funcionou no nº 30 da Rua da Passagem, telefone 26-9919, em Botafogo. Consertou mais de 30 mil bonecas ali. O prédio foi derrubado pelo Estado nos anos 60, pela SURSAN, para os trabalhos de canalização do Rio Berquó. Sensibilizado com a notícia o Governador Carlos Lacerda determinou que um outro local de propriedade do Estado fosse alugado pelo mesmo preço do local anterior, para que o Hospital das Bonecas continuasse funcionando.

Adelino consertava bonecas de meninas pobres, principalmente de orfanatos, sem nada cobrar, bem como bonecas de meninas ricas.

Iniciou o seu “hospital” em 1941 e teve muitos casos curiosos. Um deles foi o de uma boneca queimada junto com a menina que a possuía. Foi levada até ele por uma freira de um hospital, que lhe informou que a menina dizia que só ficaria curada se a boneca também ficasse.
 

terça-feira, 19 de junho de 2018

PEQUENOS JORNALEIROS




 
Criada em 1938, a Casa do Pequeno Jornaleiro foi idealizada por Darcy Vargas com o objetivo de amparar os meninos que vendiam jornais e dormiam nas ruas do Rio de Janeiro, conhecidos como pequenos jornaleiros. Originalmente, a CPJ era um internato onde os meninos moravam e estudavam.