Total de visualizações de página

domingo, 18 de outubro de 2020

CLUBE FEDERAL



Fotos do Clube Federal na Rua Timóteo da Costa, no Alto Leblon. A vista de lá era lindíssima, com a praia de um lado e a Lagoa de outro.

Há algumas décadas era muito badalado e bem frequentado. Não tenho ouvido mais falar dele.

13 comentários:

  1. O Clube Federal ainda existe no Alto Leblon. Foi fundado pelos funcionários da Receita Federal do Brasil mas cujo título podia ser adquirido por pessoas de fora do serviço público. Como morávamos no Leblon, meu pai comprou o título logo na inauguração, por volta de 1969. Da piscina, avistava-se toda a orla do Leblon até o Arpoador, vez que nesta parte alta da Timóteo da Costa, à época, só haviam casas e poucos prédios pequenos. Acredito que este visual tenha sido muitíssimo prejudicado nos dias atuais. Seus bailes de Carnaval eram famosos e concorridos. Quem não era sócio e não comprava o ingresso, tentava "penetrar" escalando o muro no trecho em curva antes da portaria do clube. No primeiro ano do baile até que deu certo mas logo o Clube percebeu e contratou seguranças que ficavam de prontidão em toda a extensão do muro, evitando deste modo, a invasão por parte dos penetras.

    ResponderExcluir
  2. O Clube do Telhado Azul. Meu pai foi sócio. Realmente linda vista. Era um local isolado. Hoje a Rua Timóteo da Costa e a Rua Sacopã são modelos de ladeiras com engarrafamento de carros , devido ao número de prédios construídos irresponsável e inconsequentemente . Um filme em que Jô Soares dá um salto mortal na piscina !!!! foi filmado lá, melhor, essa cena.

    ResponderExcluir
  3. Estou achando que a segunda foto não é o Clube Federal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é sim. foi tirada da beira da piscina que fica virada para o mar. O morro atrás, que parece o Pão de açúcar, não é. Não sei o nome do morro, mas não é o Pão de açúcar.

      Excluir
  4. Parabéns ao Dr. Luiz pelo dia do Médico !!!

    ResponderExcluir
  5. Bom dia, Dr. D'. Ainda mais especial pelo Dia do Médico.

    Hoje o sol saiu e a aglomeração vai bombar, nas piscinas ou nas areias.

    Veremos as médias móveis daqui a 14 dias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hoje fui caminhar no Aterro, fiquei impressionado cerca de 35 a 40% das pessoas que estavam circulando, ou estavam sem máscara, ou estavam com ela pendurada, ou com ela colocada de forma errada. Mas me impressionou muito foi a quantidade de pessoas sem fazer uso da máscara, andando, correndo ou andando de bicicleta. Infelizmente o nosso povo é muito mal educado.

      Excluir
  6. Confesso nunca ter prestado atenção na existência desse clube. E vejo agora que chama bem a atenção nas fotos de satélite.
    Infelizmente os clubes de recreação, que já estavam perdendo muito para as viagens a lazer para a Região dos Lagos e outros locais de veraneio, estão em situação ainda mais difícil nessa pandemia.

    ResponderExcluir
  7. Pergunta ao Sergio. O clube era dele...

    ResponderExcluir
  8. Nunca fui nesse clube.Pelo visto é um reduto da burguesia da zona sul e da juventude dourada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Reclamavam dos comentários "preconceituosos" do Joel e fazem a mesma coisa. Que falta de coerência.

      Excluir
  9. Boa noite a todos. Parabéns ao Dr. Luiz D' e ao mestre Bertoni, pelo dia do médico. Não conheço este Clube, acho que fui umas poucas vezes na R. Timóteo da Costa, me lembro na época que fazia vestibular, no apartamento de uma colega de cursinho e depois passei de carro, que minha mulher queria conhecer.

    ResponderExcluir
  10. Devia ser uma época mágica mesmo!
    Sem tanto caos havente na cidade... como NO MUNDO.
    Bonitas as imagens de uma casa em BOTAFOGO.
    O SANTO INÁCIO era uma 'mistura' de tempos (na frente mais moderno e de trás bem antigo).
    No tal FEDERAL - conheci gente que era sócia; ia no CAMPESTRE (também ALTO LEBLON). Onde já vi famosidades lá (JOANA MARIA FOMM, RENÉE LE BRUN DE VIELMOND: LÚCIA ASTÚCIA ALVES).
    E vendo a imagem deste me lembrou o COSTA BRAVA (lembro que havia uma ponte e de ir num dia nublado). Era bem criança na época (final dos anos 70). E que num SAÇÃO ESCORREGAVA NO CHÃO DE TÁBUA ESCORRIDA.
    Lembranças assim até atenuam coisas difíceis.

    ResponderExcluir