Total de visualizações de página

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

POSTO TOURING









Do acervo do amigo Rouen vem esta fotografia do Posto Juvenal Murtinho, do Touring, em Botafogo.

Vemos aqui uma foto de 1952, quando da inauguração de seu Posto de Serviço localizado na Av. Lauro Sodré. Infelizmente o posto está desativado e com a presença de tapumes desde o inicio de 2016.
As casas (vilas) que vemos no terreno do lado esquerdo foram demolidas, parte para ampliação da rua e outras deram lugar recentemente à concessionária Citroën. Atrás vemos o Ed. Marajá em final de construção na Rua General Goes Monteiro.
Até a década de 70 os motoristas cariocas que quisessem ter ajuda em momentos difíceis dependiam do Automóvel Club do Brasil ou do Touring Clube do Brasil. Não era como nos tempos atuais em que qualquer Companhia de Seguros ou de Cartão de Crédito fornecem, como bônus, este tipo de serviço.
Era preciso se associar ao Touring, o mais caro e badalado, ou ao ACB.
Naquela época os folhetos de propaganda do Touring começavam com um "Conhece Vossa Senhoria, realmente, as vantagens que o touring Clube lhe proporciona?
- Socorro mecânico de emergência.
- Assistência Jurídica, dia e noite.
- Carteira de seguros de automóveis.
- Desconto especial no abastecimento de gasolina nos Postos de Serviço do Clube.
- Aquisição de baterias, pneus e câmaras de ar a preços excepcionais.
- Água destilada diretamente de aparelho elétrico.
- Desenguiços rápidos.
- Moderno serviço de borracheiro, com recauchutagem e vulcanização de pneu e câmaras de ar.
- Desconto especial nas tarifas de hotéis de estâncias de veraneio.
- Carteira internacional, "carnet de passages en Douane!, embarque e desembarque de automóveis cobertos por "carnet".
- Etc.
A última propaganda do Touring Clube no rádio dizia: "Nos centros automotivos Touring Clube do Brasil de Botafogo e Bonsucesso você tem atendimento rápido, seguro e garantido. Touring Clube do Brasil; acima de tudo, um clube 24 horas".
Não sei bem como está o Touring nos dias de hoje, mas leio na Internet muitas queixas de antigos associados.





38 comentários:

  1. Bom dia! Acho que o blog não gosta da tia Nalu... snif. O "nome/url" não publica.

    ResponderExcluir
  2. Está difícil formatar o texto hoje...

    ResponderExcluir
  3. Nalu você comentando "logada" no Blogger. Aí entra Analu automaticamente. Em "comentar como" vai lá em "nome/URL" e digite "Nalu".

    ResponderExcluir
  4. Desculpem mas não consigo resolver a formatação hoje.

    ResponderExcluir
  5. Se não me engano nesse posto foi assassinado o dono da Construtora Corcovado, nos anos 50.

    ResponderExcluir
  6. Bom dia. O prédio em construção fica na rua da Passagem e parece ser único. A Morada do Sol, que ficaria à direita dele, só seria construído nos anos 70. Os serviços do Automóvel Club e do Touring Club são cada vez mais desnecessários nos dias atuais, tendo em vista evolução mecânica dos veículos. O seguro veicular que existe sob várias bandeiras cobre as funções outrora exercidas pelas citadas associações. Já foi o tempo em que fazíamos "regulagens de marcha lenta", "acertávamos o ponto", etc. Atualmente só com equipamentos eletrônicos. A abertura do túnel do Pasmado deve ter sido recente devido ao asfalto aparentemente novo na foto.

    ResponderExcluir
  7. Observador automobilístico3 de janeiro de 2017 09:31

    Verdade.A mecânica dos automóveis está muito mais confiável. Hoje em dia não vemos mais carros sendo empurrados ou rebocados por cordas. As retíficas sumiram. Hoje é possível comprar um zero e ficar uns 10 anos sem problemas mecânicos.

    ResponderExcluir
  8. Peralta, o implicante3 de janeiro de 2017 09:43

    Logo Tia Nalu,especialista em desenguicos rápidos.

    ResponderExcluir
  9. Fiz várias tentativas no "comentar como nome/ URL e depois de clicar o "publicar"... voltava tudo ao zero! Mistério...

    ResponderExcluir
  10. Devo ter ainda meu título do Touring perdido em alguma gaveta. Este posto nos anos 70 mudou o visual com uns tipos de toldos sobre cada grupo de bombas. Além do serviço de reboque usei o Touring para tirar carteira internacional. Nalu, esse B ao lado do seu comentário mostra que vc comenta blogada (Peralta, eu disse blogada).

    ResponderExcluir
  11. Os bancos ocuparam a faixa dos seguros automotivos. É certo que não se pode possuir um carro sem seguro em países "africanos" e nisso eu incluo o Brasil{rsrs}. O forte dos seguros em terras europeias são os acidentes provocados pela força da natureza pois "batidas e capotagens" são bem mais raros do que no Brasil devido à educação do europeu. O socorro mecânico é raríssimo devido à qualidade superior dos veículos, e quanto ao roubo e furto, são dignos de espanto e curiosidade em terras europeias. E finalmente, o preço dos veículos lá é cerca de três vezes menor do que no Brasil.

    ResponderExcluir
  12. Bom dia a todos. Quando comecei a dirigir e tive meu carro, comprei um Título Proprietário do ACB, porém com o tempo este clube faliu e eu nunca precisei usar os seus serviços, o auxílio mecânico acho que só solicitei umas duas ou três vezes para uma companhia de seguro, ambas devido a bateria ter acabado a carga e necessitar comprar outra. Quanto ao local nada a comentar visto que o mesmo era fora da minha jurisdição na época em que foi batida. Aliás se quer precisou de ajuda do Touring Club após ser batida, outra coisa que torço para terminar em termos automobilísticos são os flanelinhas, espero ainda vir um dia em que os carros sejam dobráveis e os levamos junto ao estacionar, igual a um guarda chuvas, ou não sendo possível que se acabem com os carros e só se ande de transporte público. Aí nunca mais vou ouvir aquela frase desgraçada que os flanelinhas sempre falam. "É 5 mérreis dotorr", essa é a frase com desconto.

    ResponderExcluir
  13. Fizeram maquiagem na foto e o posto ficou parecendo maquete. E o asfalto com cara de novo é retoque na fotografia.

    ResponderExcluir
  14. Bom dia a todos.

    Tenho alguns (poucos) itens desses serviços de socorro, garimpados na Praça XV. Entre eles um mapa rodoviário bem simplesinho.

    ResponderExcluir
  15. Observador automobilístico3 de janeiro de 2017 11:03

    O que precisa acabar são as britzs da lei seca e do IPVA/Vistoria. A polícia abordando carros suspeitos e/ou em mau estado já estava de bom tamanho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As britzs são todas legais, o que deve acabar são as formas ilegais de suas utilizações visando somente a arrecadação de dinheiro, padronização dos limites de velocidade, onde são instalados os pardais e não essa diversificação de velocidades sem o menor sentido, principalmente em estradas estaduais e federais.

      Excluir
    2. Corretor ortográfico3 de janeiro de 2017 13:03

      Observador automobilístico,o correto é Blitzen,pois não?

      Excluir
    3. Observador automobilístico3 de janeiro de 2017 16:04

      Blitzen é o plural em alemão.

      Excluir
    4. Corretor ortográfico3 de janeiro de 2017 16:49

      Observador automobilístico, a grafia é alemã, pois o termo é alemão. O termo no singular é "blitz" e você escreveu "britz". Você é "Framengo"?

      Excluir
  16. Meu carro tem 160.000 e parece novo. Ar condicionado funciona perfeitamente, só troquei pneu uma vez, regulagem geral tipo limpeza de bicos e outros ajustes é a cada 30.000, troco óleo a cada 15.000, enfim, os carros são outros. Há 20, 30 anos atrás o carro com 50.000 km já estava "sambado". Os carros japoneses ficaram famosos pela qualidade, que era obtida pelo rigoroso sistema de gestão. Hoje em dia a aplicação da robótica e informática no processo de fabricação em todas as montadoras praticamente "nivelou" a qualidade dos automóveis. Todos trabalham os projetos em Auto-Cad, praticamente não existe mais torno para a usinagem de peças. Com isso o índice de "scrap" foi imensamente reduzido e a garantia da qualidade bastante aumentada. Além disso, a utilização de recursos eletrônicos, em substituição do mecânico, em diversas partes do automóvel, traz muito menos problemas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Wagner: Meu Passat é de 1978. Não tem podre,remendos,arranhões. A pintura é original sem retoques,o estofamento é de fábrica e está inteiro.Ainda é carro de carburador,mas não tenho problemas com regulagem. regulagem.O problema é que onde vou,ele chama atenção.

      Excluir
  17. Há pouco tempo encontrei o título do Touring Club do Brasil que pertenceu ao meu pai. Existem histórias curiosas e divertidas sobre esse serviço. A propósito do tema de ontem: http://extra.globo.com/noticias/rio/sete-pessoas-da-mesma-familia-ficam-feridas-apos-elevador-despencar-na-barra-20722551.html E a Barra não me parece tão "decadente" assim. Seria o início de uma "epidemia"?

    ResponderExcluir
  18. Bom Dia ! Na Rua Piaui existe um posto do Touring que ainda está ativo. A minha carteirinha é de 1966, mas já está guardada no baú de antiguidades.

    ResponderExcluir
  19. Não existe mais vestígios desse prédio no local pois alí já teve de tudo e sabe-se que a área estava destinada a Odebrecht construir um mega condomínio residencial mas que com a lava-jato o velocidade está muito baixa. Minha área de atuação quando estou fazendo minhas caminhadas até a Pista Claudio Coutinho. FF: Quer dizer que o Pastor esteve na área novamente no ano novo...O Leme as queimas de fogos é pequena desde da saída da Churrascaria Mariu's do pedaço. Nessa época era um dos melhores lugares para ver fogos.

    ResponderExcluir
  20. Boa tarde a todos.
    O interessante nessa época é que, segundo o texto acima, parecia que dava ibope inauguração de Posto de Gasolina.
    As pessoas iam para a frente do Posto ficar assistindo algum discurso por parte dos donos.
    Outra coisa interessante são as palavras DESENGUIÇO e CARNET.
    Lino. Detesto decepcioná-lo, mas o dia em que tivermos automóveis descartáveis ou coisas do tipo a lá futurista como dito por você, deixará de existir o maldito "flanelinha", mas logo será substituído por algum outro tipo de criminoso em nosso país.
    Como bem diz o Joel: "Isso é problema do DNA do brasileiro."
    Não adianta consertar por um lado se o todo está estragado.

    ResponderExcluir
  21. O Voltaire do Grajaú3 de janeiro de 2017 14:14

    Docastelo, não existem prédios muito antigos na Barra e pode ser um equipamento defeituoso ou manutenção inadequada. Portanto nada pessoal contra a princesinha do mar...

    ResponderExcluir
  22. É parece que pelo menos no que tange a indústria automobilística as viúvas de antanho estão mudando.Elogios aos autos de hoje e suas ótimas atribuições ao contrário daquelas fubicas escalofobeticas que existiam no país.Fuscas,Brasília,Opalas,Veronas,kombis,Chevetes,Pumas e outras dezenas de carroças da pior qualidade e desconforto.Com dez mil quilômetros podiam ir para o lixo,sem não antes provocarem infartos em seus proprietários. Um grande circo dos horrores,um atraso descomunal que só foi melhorado com a concorrência dos importados.Mas aqui mesmo,muitos saudosistas de plantão já fizeram várias referências elogiosas aquelas porcarias que tentavam ser chamados de autos.E depois ainda reclamam porquê sou Do Contra.

    ResponderExcluir
  23. A quem interessar: Os modelos de Kombis mais antigos estão sendo levados para os EEUU ao preço médio de 20.000 cada, dependendo do estado de conservação. Sinal que lá existem colecionadores que ainda apreciam nossas "fubicas".

    ResponderExcluir
  24. Respostas
    1. Observador de Testes3 de janeiro de 2017 20:54

      Será que a Nalu conseguiu?

      Excluir
  25. Isso Ceará, na passagem do ano estive aí e vi de perto a festa.Bom astral é muito calor, o que naturalmente faz a festa da Calango.Bom.Nesta época a igreja míngua e Dizimista não procura milagre.Mas vou ficar de plantão pois a barra tá pesada e cisco vale terra.Vc falou em pista Cláudio Coutinho.Fica na Urca?Mês passado estive lá. Lugar muito bonito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Belletti. Seria um prazer imenso em acompanha-lo quando aportares no Rio. Escolta garantida e assinada pelo Comando e com direito até uma subida até a Bandeira fincada no alto do Forte do Leme com visão magnifica de Copacabana, primazia essa só concedida aos Nobres, que diga o DI LIDO e senhora. Quanto ao calor, melhor piorar pois a performance da Calango em 2016 foi fraca e tive até que vender abanador na 13 de Maio. Foi feia a coisa.

      Excluir
  26. Penso que a Churrascaria Mariu's foi a pioneira nesse show pirotécnico da virada do ano, seguida logo depois pelo então Hotel Meridièn, seu vizinho, que proporcionava a famosa cascata, até que por medida de segurança, foi suspensa!

    Bel(Ren), a pista Cláudio Coutinho é um pedaço especial do Rio, conhecida também pelo bucólico nome de "Caminho dos Bem-te-vis"!Só acho muito quente no calor, pois há um trecho muito descampado, e não tem água nem muita sombra. Só ouso em épocas mais amenas, aí, sim, show de bola de visual, tipo abril, maio em diante!

    ResponderExcluir
  27. O condomínio onde aconteceu a queda do elevador na Barra está fazendo 40 anos em 2017...

    ResponderExcluir
  28. Evelyn, não conhecia "o pedaço " e achei muito bonito.Alias,penso que o Criador quando projetou o Universo gastou um tempo a mais com a Urca.Quanto ao show pirotécnico, lembro bem do espetáculo do Meridien.

    ResponderExcluir
  29. Certamente, Belletti! Aquilo ali é um recanto muito especial! Estácio escolheu muito bem o lugar do "habite-se"...(aproximadamente)

    ResponderExcluir
  30. FF: A cambada "evanjegue" começou a mostrar "serviço". http://odia.ig.com.br/rio-de-janeiro/2017-01-04/marcelo-crivella-muda-logomarca-da-prefeitura-do-rio.html

    ResponderExcluir