Total de visualizações de página

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

CARNAVAL




AVISO AOS NAVEGANTES: o "Saudades do Rio" informa a todos os navegantes que ficará fora do ar até a próxima terça-feira (salvo se as condições internéticas permitirem conexão).
 
Seja pegando carona no Citroen do Monsieur Rouen para Teresópolis, no Dodge (ou seria no Plymouth?) do JBAN para Itaipava ou indo para as alturas de Friburgo, contrariando a opinião do grande carnavalesco Lino, a melhor opção é "fugir para as montanhas".
 
Ar fresco, dias bonitos, longe da loucura em que se transforma o Rio nos dias de carnaval. Apesar das exceções já citadas pelo Lino o que mais se vê é desorganização, desrespeito, baderna, consumo exagerado de álcool (como se para ter alegria fosse necessário estar bêbado).
 
Fora a impossibilidade de se transitar pela cidade (haja vista o bloqueio de inúmeras ruas, sem alternativas para os que não brincam o carnaval), o continuado uso das ruas para urinar torna boa parte da cidade um fedor só. Ver os tapumes que protegem os vidros, as cercas que tentam proteger os jardins, as portarias bloqueadas por grades, ler sobre o incontável roubo de aparelhos de telefone celular, os documentos furtados ou roubados, as agressões, é de desanimar qualquer um. Além de constatar a total falência dos governantes, a subserviência da Prefeitura, a exploração desenfreada.
 
Boa sorte para os que ficam.
 

59 comentários:

  1. Realmente o Rio fica insuportável nesta época na minha opinião. Nem sei o que é pior, se a sujeira, a bagunça ou a incerteza de ir a qualquer lugar pois pode ter algum bloco bloqueando o caminho sem aviso algum.
    As fotos das estradas de Petrópolis e Teresópolis são muito bonitas mas os condutores dos veículos devem se preocupar se os respectivos carros não vão ferver na subida da serra.

    ResponderExcluir
  2. Estas fotos são espetaculares.Claro que a região serrana também mudou,mas penso ser ainda bom programa.Aqui em Vix muita coisa ainda alterada pela crise na segurança.De minha parte ,estou fora do ar.Depois de 25 aos estou trocando de domicílio.Perdido e desorientado.Penso que vou levar uns 3 meses para entrar no ar,embora esteja apenas a 1 km do endereço anterior.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia. A foto do alto é posterior a 1959, data da inauguração da Rio Teresópolis. Ressalto ainda que o traçado dessa rodovia é sobreposto ao da antiga ferrovia, que foi desativada em 1957 e era administrada pela Central do Brasil. Já a foto da Rio Petrópolis é dos anos 50, em data anterior à abertura da Estrada do Contorno. Mas viajar nessa época eu entendo ser "programa de índio", pois as cidades do Rio de Janeiro ficam lotadas de gente, gerando desconforto, desabastecimento, violência, etc. Quanto à cidade do Rio de Janeiro, os assaltos, arrastões, homicídios, estupros, etc, tão comuns durante o ano, no carnaval se multiplicam por dez. Daí a explicação da enorme quantidade de pessoas pelas ruas tratando os turistas e desavisados por "bwana" e "sahib"...

    ResponderExcluir
  4. Bom dia. Apesar dos mau humorados comentários, recorrentes em todas as postagens nesta época, considero as folias de Momo importantes para atrair os visitantes, nacionais ou estrangeiros. Queiram ou não o Rio continua um famoso destino turístico e apenas lamento que o senhor alcaide, que não passa de um cretino hipócrita, tenha optado por uma deselegante ausência. A essa desastrada decisão some-se mais um descumprimento de campanha ao desistir de assumir 16 UPAs.

    Quanto às imagens o icônico modelo da Citroen que aqui no Rio ficou conhecido como "Sacopã", em alusão ao caso criminal homônimo, e "bigorrilho", este último apelido sem claro motivo mas oriundo da marchinha de carnaval gravada por Jorge Veiga.

    E o ônibus, assunto para busólogos, parece ser da empresa Pássaro Marron.

    ResponderExcluir
  5. Identificar os Mopar de traseira é tarefa de Héracles, ainda mais com aqueles protetores de parachoques. Parece Plymouth De Luxe, que tem escudo na mala e frisos parecidos, 50, ou 51, mas ter certeza é difícil. O Carnaval de rua já foi simpático, quando as ruas eram ocupadas pelos moradores. Não interrompia trânsito, nem a vida de ninguém. Hoje é um terror, com hordas de foliões (??!!) dos bairros e cidades vizinhas, que vandalizam a cidade. E que impedem a circulação. Atrai muita gente, é verdade, para o deleite dos vendedores ambulantes. O comércio, que gera impostos, fecha as portas. Aí pelos anos 90, não havia nada nas ruas, exceto os blocos da cidade e a Banda de Ipanema. Podia-se ir a qualquer lugar, tudo vazio. Levei uma vez um grupo de filhos e adjuntos ao cinema e fui entrevistado por um RJTV da vida. Fiz elogios copiosos ao Carnaval, época em que se podia ir à praia, ao cinema e parar na porta. Há uns 4 anos, tentei fazer um programa a pé e me arrependo dessa péssima ideia. Hoje me tranco e espero passar a poluição sonora das 4 horas dos Carmelitas concentrados em frente à minha janela.

    ResponderExcluir
  6. Bom dia a todos. Um bom descanso de carnaval para o mestre Dr. Luiz D'. Como conhecedor de carnaval, afirmo que como tudo que sobe, um dia desce. Acho que o Carnaval de rua já atingiu o seu ápice, daqui para frente a tendência é do mesmo começar a cair, e dentro de poucos anos voltaremos a ter somente alguns poucos blocos de hoje desfilando, porém com contingentes de pessoas infinitamente menores. E afirmo isto pelas seguintes razões, a primeira delas é o alto custo que se tornou colocar um bloco na rua, hoje já não se coloca mais um bloco na rua com a venda de camisas, livro de ouro de comerciantes e pequenos gastos de financiamento dos diretores de um bloco. Hoje os gastos com carros de som, baterias ou músicos, segurança e infraestrutura para um desfile se tornaram bastante elevados e a cervejaria que patrocina o carnaval da cidade não financia nada e só tira proveito dos blocos vendendo cerveja na concentração, no entorno e mesmo dentro do bloco. Muitas das diretorias dos grandes blocos reclamam desta falta de participação da cervejaria. Isto fará com que a grande maioria dos blocos de rua desapareçam nos próximos anos. A violência é outro fator que irá afastar os foliões ordeiros dos blocos, alguns blocos hoje em dia estão infestados de ladrões, com quadrilhas enormes agindo tanto no interior do bloco, como no seu entorno, um destes é o Carmelitas que irá desfilar hoje em Santa Tereza, este bloco é uma festa dos batedores de carteiras e celulares, devido as ruas de seu trajeto serem muito estreitas e a quantidade de foliões enorme. Nao recomendo ninguém ir ao desfile deste bloco, eu mesmo parei de ir a uns 5 ou 6 anos, bem como amanhã no Bola Preta. E assim como ocorreu na década de 70 e 80, daqui a alguns anos o carnaval de rua voltará ao ostracismo, na memória de novos foliões que puderam desfilar e brincar em blocos de carnaval de rua no seu retorno ao apogeu, que então já estarão casados, com família e filhos e já não tão disposto a cair na folia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lino Coelho, esse bloco das Carmelitas é um "prato" para os marginais que vivem nas incontáveis favelas de Santa Teresa. Depois de praticarem seus roubos ou furtos, "já estão em casa", protegidos pelas UPPs e pelos direitos humanos. Ganhar dinheiro assim é mole...

      Excluir
  7. Bom dia a todos.

    Ainda não chegou ao ponto de ficar ilhado, mas sempre restrinjo ao máximo meus deslocamentos durante o carnaval.

    Sobre o prefeito, parece que desistiu de viajar, mesmo depois de autorizado pelos vereadores.

    ResponderExcluir
  8. Esse é meu destino no Carnaval. Tomara que não chova 3 dias sem parar, como dizia a marchinha. FF: Caro Pastor. Apoiado em gênero numero e grau a decisão na mudança mas sempre tem um tempo de espera coisa que para vc.não é novidade. Qualquer coisa estaremos lá em Quixeramobim-CE a suas ordens. Eu também nos idos de 82 mudei de rumo e vida por causa de um único assalto em meu domicilio. Morava na Tijuca e de lá sai para não mais voltar. Coisas dessa insegurança no Rio que já campeava na época.

    ResponderExcluir
  9. Bom dia a todos !
    Prezado Ucraniano, o senhor deve estar me confundindo com outra pessoa, pois não fiz comentário algum a respeito do carnaval, nem nesta postagem e nem recentemente, apesar de quase toda a minha vida ter, sempre, aproveitado esta época para sair da cidade, outrora conhecida como maravilhosa.
    Entretanto, é bom esclarecer, também, que, em nenhuma dessas vezes em que passei fora do Rio, durante as festas de Momo, tenha ido ou passado na terra de Araribóia.

    ResponderExcluir
  10. Boa Tarde! Menezes, Assisti recentemente no Canal Brasil,um filme Cearense onde o Falcão faz um cego que em vez de cão guia usa um bode guia.O filme fala da reinauguração de uma sala de cinema em uma cidade do interior do Ceará, onde todos comparecem,até o cego e seu bode.Muitas falas são recheadas com ditados e conceitos que só se ouve no Ceará. Não achei no youtube.

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde a todos.
    Fugir para onde Cara Pálida?
    A não ser que a pessoa queira deixar o RJ e ir para algum outro Estado da Federação onde não haja tamanha identificação com o Carnaval, ou então deixar o país, terá que enfrentar barulho de qualquer jeito.
    Diferentemente do Natal e do Ano Novo que ambas as festas eu detesto, o Carnaval é uma festa maravilhosa que, claro, se tivéssemos um povo de verdade ao invés de selvagens nas ruas e sem violência, seria da melhor festa do mundo, eu me atrevo a dizer.
    Mas para quem não gosta, com exceção das duas opções citadas por mim mais acima, não há outro meio.
    Há muitos e muitos anos que não sei o que é viajar no Carnaval, pois as vezes que fiz, lembro de que era um suicídio só.
    Leva-se um tempão para se chegar ao seu local de destino e quando chega, falta de tudo e geralmente as cidades estão abarrotadas de pessoas, inclusive de foras da lei também.
    Eu lembro de que na década de 90 quando o Carnaval de rua se esvaziou, eu dizia de que o próprio carioca à época era o culpado disso.
    Até os anos 60 quem viajava eram os ricos.
    Nos anos 70 a classe média ficou besta e resolveu imitar o rico e passou a viajar.
    Nos anos 80 a classe pobre Decente ficou besta também resolvendo imitar a classe média e passou a viajar.
    Nos anos 90 por diante foi a vez da classe pobre Indecente copiar o exemplo da Decente e passou a viajar, ou seja, transformando as cidades próximas a Capital em superlotadas.
    Enfim. Um feliz Carnaval para todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu registro matou a pau, Wolf. Eu não diria melhor. Bom carnaval. E quanto às notícias algumas são boas: http://odia.ig.com.br/brasil/2017-02-24/pf-indicia-silas-malafaia-por-lavagem-de-dinheiro.html

      Excluir
    2. Obrigado Docastelo. Para você e sua família um excelente Carnaval.

      Excluir
  12. Wolfgang, se eufemismo ao se referir à classe pobre foi um tanto ácido, já que mostrou a possibilidade de existirem "pobres indecentes". "Miuçalha" ficaria "mais democrático"...

    ResponderExcluir
  13. Ceará,estou mais perdido que minhoca em galinheiro.Desde dezembro tentando arrumar as tralhas e nada.Descobri que tinha um museu parecido com o do Eraldo,mas desapeguei de recortes antigos de jornais,chaveiro do IV Centenario do Rio,foto do Fla 63,ene discos bolachoes e por ai vai.Se tivesse Saudades de Vix ia dar um caldo
    Descobri até uma foto com o Tim-Elba de Padua Lima - datada de 67.Um grande espanto me localizar outra vez,ainda mais depois de velho.Obrigado amigo virtual e curta bem seu carnaval.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mestre Pastor Belletti, obra e mudança não se termina, se abandona no final.

      Excluir
  14. Caro amigo Joel.
    Peço mil desculpas.
    Em minha atitude um tanto quanto politicamente incorreta, acabei por ofender das classes menos favorecidas.
    Você tem toda a razão.

    ResponderExcluir
  15. Na primeira foto o Citroën parece estar no recuo do mirante, enquanto seu proprietário aguarda a temperatura do motor baixar um pouco. Enquanto isto o VW azul sobre a serra que nem é com ele...
    Um abração a todos !
    Jaime Moraes

    ResponderExcluir
  16. Em pouco mais de duas horas do Rio estou aqui no meio do verde, muito silêncio, 20 graus de temperatura. Enquanto isso o Zona Sul de Ipanema está um tal caos que o segurança desaconselhou a entrada de minha filha... Pobre cidade do Rio no carnaval.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que é isso Dr.? Que coisa feia! Censurando meu comentário só porque eu disse que quem gosta de verde e silêncio é sapo ou grilo? E falei das críticas injustas à Copacabana em um carnaval tranquilo quando seu bairro que é Ipanema está problemas com os valores de aluguéis (ou alugueres) estão reduzidos pela violência local. É apenas uma opinião como qualquer outra. Não gostou mande um email protestando.

      Excluir
  17. Rouen não falou nada, mas o Citroën é um 15, de 6 cilindros, identificado pelo parachoques maior. Natural que aquecesse. os Fuscas passam tranquilos.

    ResponderExcluir
  18. Quando a nova Rio-Petrópolis foi entregue funcionava no regime de duas mãos, como a antiga. Com o deslizamento na Serra das Araras, em meados dos anos 60, a Dutra ficou fechada ao trânsito e usava-se a Rio Petrópolis para se fazer uma longa volta até se chegar até a Dutra novamente. Por sugestão do banqueiro José Luiz Magalhães Lins o DNER passou a adotar mão única nas vias para melhorar as condições de trânsito, saturado devido à interdição.

    ResponderExcluir
  19. Corretor de postagens25 de fevereiro de 2017 09:47

    Mestre Candeias,a Dutra se dirige para o sul,partindo-se da Avenida Brasil e a Rio Petrópolis se dirige para o norte.Portanto seria impossível tal atalho,devido à direções opostas.Vossa Senhoria de enganou,pois não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja a postagem do Paulo Roberto de 11:36.

      Excluir
  20. Corretor Geográfico.25 de fevereiro de 2017 10:40

    A Dutra se dirige para oeste e não para o sul.

    ResponderExcluir
  21. Tem alguém perdido por ai?

    ResponderExcluir
  22. O Candeias está correto e eu passei por essa situação de emergência que ele citou. No verão de 1967, quando a Serra das Araras se "desmanchou sem bater"(igual se dizia na propaganda do Leite Glória da época e que também virou apelido do Gordini), para se chegar a qualquer cidade ao longo da Dutra e de Piraí para lá, era preciso subir pela Rio-Petrópolis e depois ir até Três Rios, onde tem a Rodovia Lúcio Meira (BR 393), que vai até Barra Mansa, após passar por Barra do Piraí, entre outras cidades. Eu tinha 8 anos e era uma agonia para um menino doido para chegar na casa de meus avós em Volta Redonda, onde moravam naquela época. Acredito que as empresas de aviação da ponte aérea Rio-S.Paulo tenham faturado bem naqueles meses.

    ResponderExcluir
  23. Paulo, acho que "Leite Glória" era o apelido do Dauphine, daí o aparecimento do Gordini, mais robusto. Biscoitomolhado que me corrija, se estiver errado...

    ResponderExcluir
  24. Bom dia a todos.

    FF: o que foi aquilo no Oscar?

    ResponderExcluir
  25. Augusto, aquilo foi para lá de estranho e para mim, nada convincente!!!

    Primeiro, como um envelope que ele acabara de ler, misteriosamente retorna para as mãos dele?

    Segundo: Como ele enganar-se-ia. uma vez que estaria lendo um envelope...já aberto???

    Terceiro: No envelope que ele acabara de ler, continha o nome da atriz, da Ema, ainda que pudesse conter TAMBÉM o nome do filme correspondente!

    Porém, NO ENVELOPE que ele leu contendo o NOME DO FILME VENCEDOR, NÃO teria nome de atriz alguma!!! LOGO, não teria como confundir-se!!!

    E o delay para perceber o possível alegado engano???

    Estou sub febril mas colocarei meu espanto e protesto!!!Não convenceu, pegou muito, mas muito mal mesmo, foi um desrespeito à equipe que JÁ ENCONTRAVA-SE no palco e agradecendo. Não vi veracidade e gostaria que alguém esclarecesse, por gentileza, esses pontos que coloquei! Será que uma instituição tão tradicional e teoricamente fidedigna começa a faltar com a verdade, a ética e a democracia??? É um baluarte que cai...Não descarto a hipótese de Warry ter recebido instruções na hora para mudar o resultado...que isso...uma cerimônia que o mundo todo assiste, acho que é a que mais tem audiência no mundo, em segundo lugar é a Copa do Mundo! Se não for isso é o contrário, mas acho que é isso, o Oscar é campeão!

    ResponderExcluir
  26. Nada como um dia atrás do outro, com uma noite no meio, já diz minha sábia mãe, no alto dos seus 88 anos! Inacreditável O o teor de alguns comentários...

    ResponderExcluir
  27. Evelyn, não foi o Warren Beatty que anunciou, porém deixou a Faye Dunaway falar, mesmo percebendo algo errado. Mas não duvido que os organizadores tenham feito de propósito para aumentar a repercussão da noite de entregas de Oscars, ou seja, queriam "esquentar" a coisa morna que tem sido essa festa. Outra possibilidade poderia ser a de desviar a atenção da mídia dos protestos no evento contra o novo presidente dos EUA. Nesse caso os americanos teriam que saber quem os "promoters" da festa apoiaram na eleição.

    ResponderExcluir
  28. Paulo Roberto, mas ficou horrível, desrespeitoso e perde-se toda a credibilidade!!! Não tem como aquilo!!! Então que pela primeira vez divida-se o prêmio de melhor filme, como já aconteceu aqui em que três escolas de samba( salvo engano) sagraram-se campeãs!

    ResponderExcluir
  29. Teoria da Conspiração27 de fevereiro de 2017 22:06

    Um trabalho sob medida.Tudo carta marcada e eu trabalhando na esfera internacional.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será??? Então que fizessem bem feito e não a "pachecada" que fizeram...

      Excluir
  30. Dra.Evelyn ,aquilo não é queijo do reino e nem campeonato Paulista para ser dividido ao meio.

    ResponderExcluir
  31. Travesso, então que sejam coerentes e haja lisura!!! Como o envelope é voador, saiu das mãos dele, já aberto, retorna, e ele não achou estranho REler um envelope aberto? Então não foi isso! Como o nome do filme poderia ter sido confundido com o papel lido minutos antes com o nome da atriz? E a equipe toda vibrando e comemorando, isso não se faz! ACHO QUE deveriam ...cancelar esse prêmio ou dar para os dois, para aprenderem a respeitar tanto quem participou diretamente como o público! Minha febrícula aumentou em dois décimos, pode ser por isso!

    ResponderExcluir
  32. Nem deu tempo, a tesoura comeu solta por aqui hoje.

    ResponderExcluir
  33. Até a lambança final do melhor filme, eu já tinha achado esdrúxulo demais o Jackie Chan ter ganho um Oscar pelo conjunto da obra. Imagina se o Trump tivesse colocado a China no "eixo do mal"...

    Fora um canal de tv (ESPN) ter ganho Oscar de documentário...

    ResponderExcluir
  34. A tesoura ainda está sobre a mesa...

    Augusto, o Apartamento eu assisti,ganhou melhor filme estrangeiro. E ele não foi, em protesto! Lembrei quando Woody Allen preferia tocar em um bar em Manhattan, quando o Oscar era às segundas feiras, do que ele ir à cerimônia receber o prêmio...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Dra. Rivotril está em todas.

      Excluir
    2. Vai mudar o nick para Dacastela?

      Excluir
  35. Foi facílimo desviar a atenção das críticas ao presidente Trump. Quem aqueles caras pensam que são?

    ResponderExcluir
  36. Todos já partem para a teoria da conspiração. Foi apenas um erro.

    ResponderExcluir
  37. Já admitiram que o "responsável" estava distraído com a internet. Erro ou não chamou a atenção do mundo todo e aposto que a audiência em 2018 vai ser maior. Nunca vi a CIA ser acusada de tratar dos assuntos internos dos EUA, mas já que ela confessou. O FBI vai ficar com ciúmes e gerar uma crise no governo Trump.

    ResponderExcluir
  38. Enquanto isso... na Marquês de Sapucaí, que poucos sabem mas é uma rua que começa onde seus moradores no máximo conseguem ver somente as luzes dos refletores do sambódromo, acidentes lamentáveis mostraram que a festa das grandes escolas de samba cresceu tanto que já não cabe na passarela. Um bom carnaval não precisa de tanto luxo e grandeza. E que a diretoria, a liga das escolas e a Riotur paguem o tratamento e indenizem as vítimas pelo tempo que ficarem sem trabalhar. Pelo menos os que estavam ali com permissão. No geral, como lembrou um comentarista da Rádio Nacional, os foliões nem sempre são alienados, desde os velhos tempos, ainda se vê imagens e sons de protestos e críticas contra autoridades, até hoje.

    ResponderExcluir
  39. Seriam os acidentes na Sapucaí um efeito Crivela?

    ResponderExcluir
  40. Curioso, a ganância e a irresponsabilidade! Carros continuam crescendo a cada carnaval! Ainda não perceberam o tiro no pé que dão com isso? Ontem foi exatamente igual! Preferem desclassificar a escola do que ir para a Avenida com carros menos robustos?! Só que dessa vez...envolveram pessoas, houve vítimas e sérias!!! E quem manobrava tb não tinha um auxiliar na avenida que indicava até onde podia ir com o carro na manobra? Pois é, festival de...incompetência!

    Se havia pessoas em local que não podia, por que não foram retiradas de modo coibitivo ANTES do desfile? Não ficam guardas, policiais, recrutas, agentes da escola, nada nem ninguém??? Pena ver como decai uma festa quando tudo isso é...previsível e evitável! Pois é!

    ResponderExcluir
  41. Dra.Evelyn não aprende.Sabe que é Brasil é Rio de Janeiro e é carnaval.Só pode virar bagunça e fica desta maneira.Algo assim como Casa da Mãe Joana.

    ResponderExcluir
  42. Chegando ao Rio de volta da Serra. Bateu no domingo a noite onde estava hospedado 19C e isso não foi na madruga e sim na hora do jantar. Chego aqui e só em sentar e escrever o suor cai pela testa. Quanto ao Filme que o Mestre Mauroxará assistiu dizem as más línguas que o cachorro era o mesmo que usava o Cmte.JBandeira em idos tempos do VPR, que junto com o Cego Aderaldo levava a salvo a tripulação a seus destinos a salvo. Vou verificar, Caro Xará, o link desse filme que deveria estar disputando a Palma de Ouro. Agora carésimo Pastor, na mudança tenha todo o cuidado em descartar coisas velhas e usadas pois numa dessa o sr. pode esquecer que é o próprio e dai...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É no mínimo estranho o Sr. Menezes reclamar do calor. Não é por causa dele que ele ganha o merecido leite das crianças?

      Excluir
  43. O pior é ver que há quem ligue os "acidentes" da Sapucaí com a não entrega da chave da cidade pelo prefeito para o Rei Momo...

    ResponderExcluir
  44. Augusto, exato! Acham mais explicativo essa "lógica" do que colocar muito mais pessoas do que poderiam ter colocado rm um carro( máximo seriam de dez e havia 16 ou mais), fazer um mega carro muito maior do que deveria, sem pensar em segurança, em espaço para manobra, pessoas aonde não poderiam estar...vamos ver a transferência de responsabilidades agora, já que entrará o diretor da escola, a LIESA, o manobrista do carro que atropelou as pessoas, o engenheiro que calculou o carro, o certificado mostrando a liberação oficial prévia que não deve ter havido, o Corpo de Bombeiros fiscaliza isso?

    Lamentável! Urge diminuir esses verdadeiros prédios ambulantes chamados de carros alegóricos, há muito já passaram do que poderia ser! Antigamente o máximo que acontecia era bater na passarela da Av. Brasil, lembram? ANTES da Cidade do Samba! Agora,não!PESSOAS estão sendo atingidas e seriamente!

    Travesso, mas é isso que tem que mudar, essa "cultura" Se quer ser um país sério, faça por merecer!

    ResponderExcluir
  45. Bom dia. Mais uma vez o "saldo" de mortes, acidentes, arrastões, etc, mostram que carnaval só é uma festa viável em países civilizados. Os lamentáveis acontecimentos ocorridos na Marques de Sapucaí são uma prova disso. O desfile deveria ter sido paralisado até que fosse realizada uma perícia no local. Isso é um procedimento lógico e necessário em qualquer situação. Mas o que conta, como sempre, é o dinheiro que se "investe", a "Rede Grobo" e sua nefanda irresponsabilidade na elaboração do evento, e a óbvia impunidade que naturalmente existe. Carnaval no Haiti, na Somália, em Uganda, na Índia, ou no Brasil, terão sempre esse tipo de "saldo" no final.

    ResponderExcluir
  46. Corrigindo, terá.

    ResponderExcluir