Total de visualizações de página

sábado, 18 de março de 2017

DO FUNDO DO BAÚ: SAUDADES DO RIO - O CLONE


Hoje é sábado, dia da série “DO FUND DO BAÚ”.
 
E de lá sai esta foto do inesquecível “Saudades do Rio – O Clone”, nascido numa época de férias do antigo “Saudades do Rio”, do Terra.
 
Era de autoria do A.D. , o “Administrador Desconhecido”, e durante muito tempo gerou especulações sobre quem seria seu autor. Como, na ocasião, ele me perguntou se me incomodaria com este título, desde então sabia quem era.
 
A foto foi um “Onde é?”, pergunta  que também pode ser repetida hoje, excluindo os que se lembram da resposta dada naquela ocasião.
 
Vemos um Opala Coupé, que fez sucesso em sua época, e a sempre lembrada carrocinha da Kibon, no ano de 1972.

38 comentários:

  1. Opala Coupé até o nome tinha classe uma dos mais belos carros da linha Chevrolet vinha com 4 ou 6 cilindros cambio de 4 marchas entre os bancos. Tive vários Opalas mas nunca o Coupé, que era mais caro.
    Hoje é muto valorizado tendo sua produção encerrada em 1988.Quanto a carrocinha da Kibon inesquecível.

    ResponderExcluir
  2. Essa postagem me lembrou dos Opalas que tive. De início eu era um pouco reticente com esse carro pela sua fama de sair de traseira (tendência sobresterçante) mas com o tempo superei essa desconfiança. Tive um total de quatro Opalas, incluindo uma Caravan, sendo dois coupês e um sedan quatro portas com câmbio universal na coluna de direção. Mas nenhum deles superou a emoção divertida do último, um coupê branco híbrido (frente de '80 e traseira de '78), com um propulsor de seis cilindros em linha, 250S, à álcool, turbinado, e ligeiramente preparado. Era um bólido para a época! Chegava fácil a quase 200 km/h. No final troquei esse Opala pela reforma de um Fuscão '74 que ficava no sítio da família. Quanto ao local da postagem, que vejo pela primeira vez, parece os degraus do Monumento aos Mortos da Segunda Guerra, no Aterro do Flamengo.

    ResponderExcluir
  3. A carrocinha da Kibon que é inesquecível como comentou o Mayc já tinha muito branco cobrindo o antigo amarelo total. Também tive um Opala de 4 portas na cor marrom, com alavanca de mudança junto ao volante. Era um senhor carro. Quanto à escadaria não tenho ideia de onde possa ser.

    ResponderExcluir
  4. Bom dia. Nunca gostei de carros grandes e de quatro portas. Sempre preferi os de duas.

    ResponderExcluir
  5. Não são mais fabricados carros de duas portas, com exceção do Fiat 500 Cult. Fui obrigado a comprar um de quatro.

    ResponderExcluir
  6. Os carros de quatro portas são uma tendencia mundial. Os carros de duas portas são mais seguros e seu seguro veicular é mais barato.

    ResponderExcluir
  7. observador automobilístico18 de março de 2017 09:06

    Sempre achei um carro feio, mas sei que têm muitos fãs, Principalmente no Rio Grande do Sul. Só no Brasil da época para um carro deste tamanho ter apenas 2 portas. Atualmente até carro subcompacto pode vir com 4 portas, o que já não gosto.

    ResponderExcluir
  8. Não é maios possível estacionar carros no Monumento dos Pracinhas.

    ResponderExcluir
  9. observador automobilístico18 de março de 2017 09:08

    Opala = Opel + Impala.

    ResponderExcluir
  10. O caro brasileiro é de má qualidade.

    ResponderExcluir
  11. Eu não compro carro importado.

    ResponderExcluir
  12. O carro brasileiro é muito caro.

    ResponderExcluir
  13. Bom dia a todos.

    O local eu não sei, mas o ano foi muito importante...

    ResponderExcluir
  14. Bom dia,
    A escadaria me levou à Biblioteca Nacional. Na Cinelândia e entorno havia algumas carrocinhas da Kibon. A calçada toda quebrada é situação típica em nossas paisagens.
    Época de muita tristeza com muitos prédios tradicionais sendo derrubados no Centro.
    Não vou arriscar. Deixo para os especialistas.

    ResponderExcluir
  15. Não conheço o local.Que novidade...

    ResponderExcluir
  16. Sempre houve uma íntima ligação entre automóveis e o cinema. O Opala é baseado no modelo Rekord da Opel. http://zip.net/bgtGg4
    Pilotando um desses modelos o ator Charles Bronson faz as cenas de perseguição no filme de 1970, "Visitantes na Noite", durante sua fase europeia que também resultou na película "Passageiro da Chuva". Em uma das tomadas a câmera focaliza o ator (ou o doublê) utilizando a técnica do "punta/taco" (ponta do pé/calcanhar) em uma verdadeira aula desse recurso para redução das marchas, mantendo em alta rotação o giro do motor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E por falar em cinema eu lembrei de Isadora Duncan e sua belíssima echarpe de seda pura que serviu como seu instrumento de morte ao ficar presa em um dos pneus do conversível provocando seu enforcamento.
      Suas últimas palavras antes de entrar no carro foram "hoje estou partindo para a glória".
      Grande bailarina. Muitas mães deram às filhas seu nome em sua homenagem.
      Lembrei tb do fotolog sobre cinema onde muitos comentaristas davam aula.

      Excluir
    2. O conversível em que a echarpe da Isadora Duncan se enroscou era um Amilcar CGS 1927. Carro esporte francês.

      Excluir
    3. Obrigada, Gustavo. Pensei que fosse um dos primeiros conversíveis da Ford. O cinema aproveitou a bela imagem da moça com echarpe voando ao vento e nos anos 50 a moda chegou até aqui.

      Excluir
    4. Por falar em morte, Zuzu Angel tinha um Karman-Guia azul "saia e blusa" quando sofreu o trágico acidente que pos termo à sua vida. Não acreditou nos avisos e "pagou para ver": Acabou vendo São Pedro & cia. Uma pena...

      Excluir
  17. Nunca tive Opala e conhecia um pouco do carro através de um primo e um tio que possuíram o veículo.Parecia um bom carro,mas recordo que ambos os que utilizei tinham 2 portas o que não era muito cômodo.O motor parecia bem razoável.
    Concordo com o Joel.O carro no Brasil continua sendo muito caro.

    ResponderExcluir
  18. Minha preferencia pelo carro de duas portas se deve ao custo mais em conta do seguro veicular pelo fato de os marginais preferirem os veículos de quatro portas. Afinal estamos na Noruega...

    ResponderExcluir
  19. O Joel fez oito comentários curtos em cerca de 01 h. Deve estar usando celular ou está igual a carro velho: só pega no tranco.

    ResponderExcluir
  20. Não, estou testando o equipamento e o próprio SDR. Estava com problemas mas agora está ok. À propósito: O carro é 2016.

    ResponderExcluir
  21. Bom dia a todos. Este fundo do baú, é de um produto que não é das minhas maiores paixões. Não sendo o meu primeiro carro que tive, que me foi dado pelo velho, todos os outros demais carros que já tive sempre foram comprados sem grandes desejos pelo modelo ou pela marca, quase sempre a opção se baseou pelo momento que estava vivendo, principalmente após casar que passaram a estar baseado no que precisava transportar devido ao filho pequeno, para passar finais semana fora do Rio ou para viajar para cidades próximas do RJ.
    Hoje em dia não temos mais esta coisa de carro nacional e carro importado, visto que os carros são modelos mundiais, onde as fábricas estão em determinados países, porém as peças vem do mundo todo, e o carro tem o mesmo projeto normalmente desenvolvido pela matriz. Quanto ao local não me lembro se participei ou não do Onde é passado, portanto não irei dar a resposta.

    ResponderExcluir
  22. Qual foi o modelo que substituiu o Opala nas corridas de Stock-Car?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Omega,Vectra,Astra,Bora (VW) Peugeot 307 Mitsubishi Sonic e atualmente Cruze,mas todos tiveram motores diferentes sendo agora utilizado motores V8 enquanto até a formula um utiliza motores V6 turbinados para economizar.Coisa de Brasil;

      Excluir
  23. Salvo engano,o fotolog que a comentarista Elvira se referiu era o "Velho Inconformado",confere?

    ResponderExcluir
  24. Era sim. Como vc gosta de futebol vou usar uma expressão do meio: O gerente e os comentaristas especialistas "davam um show de bola".

    ResponderExcluir
  25. ...And A.D's name is...?


    Parabéns, Lavra, pelo niver ontem! Muita saúde, paz e felicidades!

    ResponderExcluir
  26. RESPOSTA: a escadaria é a da Catedral do Rio, no Centro.

    ResponderExcluir
  27. Não. Trata-se da Catedral Metropolitana de São Sebastião do Rio de Janeiro ou para os mais exigentes,
    Catedral Metropolitana da Arquidiocese de São Sebastião do RJ

    ResponderExcluir
  28. Desculpe, mas havia uma pergunta aí.

    ResponderExcluir
  29. Carrocinha da Kibon clássica tinha paralamas pretos, para fora e era toda amarela. Essa aí parece um Nash dos anos 50. Opala é ruim demais, nem vale comentar; uma aula de como estragar um bom carro, que era o Rekord.

    ResponderExcluir
  30. Morreu Chuck Berry, uma lenda.

    ResponderExcluir
  31. Minha pergunta não foi respondida...

    Roqueiro, ouvi agora! Não vivenciei muito!

    All Jarreau, Barry White, nomes que vão indo... esses foram os que acompanhei!

    Preocupa agora o Arlindo Cruz(AVC), torcendo para sair bem!

    Emílio também foi AVC...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Respondendo especialmente para a Dra. Evelyn.
      A.D. = Administrador Desconhecido.
      Boa Noite Doutora, e sonhe com A.D.

      Excluir
  32. Rod Stewart, não coloquei na lista! Um dos mais antigos ainda em atividade, com sua voz rouquinha! Um mito!!! Muito mais simpático e carismático que Mick Jagger, que por causa de umas pedras rolantes tem tanta fama até hoje! E tem vários sucessos!

    Se não quer dizer quem é, não diga...insistência é que não terá, aháaaaa!

    ResponderExcluir