Total de visualizações de página

quinta-feira, 16 de março de 2017

RUA SÃO CLEMENTE





A primeira foto de hoje foi garimpada pelo prezado JBAN e mostra com destaque o quartel da PM na Rua São Clemente (uma imagem muito parecida é a do prédio do batalhão da Tijuca).

Em 1910, o 2º BPM foi transferido para o bairro de Botafogo, aquartelando-se na Rua Rui Barbosa, hoje Rua São Clemente nº 345, em um antigo prédio, que acabou por ser demolido para dar lugar a uma nova construção, que atualmente contém um pavilhão de comando com sete pavimentos e um prédio com quatro pavimentos para as companhias.

 Na época da foto e até meados dos anos 60 a Rua São Clemente era de mão-dupla e mais estreita do que atualmente. O tráfego costumava ser muito lento nas horas do “rush”.
 
Na foto vemos que a parada do bonde era imediatamente antes da Rua Real Grandeza e podemos ver os trilhos que se dividiam em direção à Copacabana/Ipanema/Leblon e ao Humaitá/Jardim Botânico/Gávea.
 
A segunda foto mostra um simpático PM em seu uniforme cáqui e capacete metálico. Este era amigo de todos os alunos do Colégio Santo Inácio, pois era o encarregado de controlar o trânsito defronte ao colégio. Muitas vezes, como íamos cedo para o colégio, dávamos carona para ele até lá. Era uma figuraça, pouco mais alto que nós nos primeiros anos do Ginásio.
 

42 comentários:

  1. Na segunda foto, tirada no campo de futebol do Santo Inácio, o aluno que aparece ao lado do PM é o Mauro Mello.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia!
    O PM, nas horas vagas, era segurança de baile infantil

    ResponderExcluir
  3. Bom dia. O tipo de construção castrense era padrão nos quartéis da "Força Pública". O 3° Batalhão No Méier, o 4° em São Cristóvão, o 5° na Harmonia, e o 6° na Tijuca, entre outros, ainda existem e estão em funcionamento. O uniforme cáqui esteve em uso até 1965/66, quando foram adotados novos modelos em azul. Eu me lembro das duplas Cosme e Damião, sempre a pé, fazendo o policiamento nas ruas e nas praças em uma cidade ainda civilizada, em padrões "eurasianos", antes de sua atual "haitização". Com atribuições definidas pela constituição em 1988, as polícias militares estaduais se tornaram instituições anacrônicas, com um regulamento disciplinar tirânico e incompatível com um policiamento moderno e ágil. Seus oficiais superiores mantém "feudos" em seus batalhões, mantendo esquemas mostrados nos filmes "Tropa de Elite" I e II. Seu cargo mais alto, o de Coronel, não possui status de "Autoridade Policial", autoridade processante, que é privativo do Delegado de Polícia da polícia judiciária ou Polícia Civil, instituição a quem cabem todos os atos processuais.

    ResponderExcluir
  4. Penso que a greve ocorrida na PM do Espírito Santo em fevereiro mostrou um pouco de disputas e divisões internas na instituição.Não sei,pois não conheço a dinâmica da mesma,mas parece ter ficado claro que a disputa política também existe nos quartéis e em grande escala.Foi uma situação caótica o que se viu aqui.

    ResponderExcluir
  5. Bom dia a todos.

    Acompanhei no grupo a discussão acerca da localização do quartel. Estive ontem na Voluntários e lendo o texto do Dr. D' fico imaginando a "beleza" de trânsito em mão dupla nela e na São Clemente.

    ResponderExcluir
  6. Bom dia a todos. Quando vi a fotografia pensei que hoje teríamos um Onde é, e logo me veio a imagem do quartel da PM da Barão de Mesquita, como disse o mestre Joel os quartéis da PM são muito parecidos, porém este é quase exatamente igual ao da Tijuca. Já a figura do PM é bem diferente dos PMs de hoje em dia, quase todos gordos como o Sargento Garcia. Quanto aos serviços prestados pela corporação este piorou em muito, e o respeito da sociedade também caiu.

    ResponderExcluir
  7. A São Clemente neste trecho abriga mansões maravilhosas no seu lado par enquanto que do lado ímpar as casas são mais modestas. Acho que os terrenos das mansões do lado par se estendem até ao morro. Do lado ímpar há algumas poucas mansões como a dos Paula Machado/Guinle e a do Colégio Jacobina. Há uma ruazinha sem saída entre o quartel e a Rua da Matriz mas terei que ir no Google Maps para lembrar do nome.

    ResponderExcluir
  8. Poucas vezes na minha vida assisti a uma farsa tão grande como a ocupação das escolas e dos quarteis. Trabalhei em Organização Militar. Sei que a saída de militares, em casos de emergência, é feita por helicópteros. Simples, não?
    Aliás, milhares de militares americanos e vietnamitas foram conduzidos dessa forma aos navios que os levaram aos EEUU.
    A arquitetura passava a impressão de Poder e o Efetivo a de Segurança.
    O Rio de Janeiro está sendo espoliado de suas características e cultura.
    Carnaval sem sambas e marchinhas, muito axé e frevo e pouquíssimos artistas cariocas na mídia.
    Quando a nossa geração passar não haverá mais clamor.
    Hoje mataram um PM na Rua São Francisco Xavier. Apenas 28 anos.
    Belas fotos! Elvira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vou comentar sobre "insegurança pública" porque meus comentários são impróprios, repetitivos, além de possuírem péssima formatação textual, de acordo com um conhecido comentarista "anônimo". Mas o faço de outra forma: "Enquanto a maior parte dos brasileiros se utilizarem de expressões do tipo "pra pudê fazê, quando vinhé, muitchu peitchu, visse?", e outras similares, o Brasil nunca sairá "dessa merdjia, num sabi?"

      Excluir
  9. Elvira, se quiser comentar com seu nome em vez de "Anônimo", escolha "Nome" na cascata que se abre (em "comentar como"), digite "Elvira", clique em "Continuar" e aí escreva seu comentário. É fácil.

    ResponderExcluir
  10. LuizD'
    Obrigada, mas eu tenho tentado, inclusive com meu email; não consigo. O texto desaparece. Como consegui recuperar a Conta sem muitas das informações solicitadas o Google (Net) ainda tenta me reconhecer. Precisei excluir mais de 1000 email's. Estava com 3870 e a operação era lenta e complicada. Já solicitei ajuda técnica, melhorou, mas não resolveu.
    Tentei agora e perdi o texto.
    Muito grata, Elvira.

    ResponderExcluir
  11. Eu uso, depois da cascata aberta, a opção Nome/URL.

    ResponderExcluir
  12. Creio que o erro era meu pois primeiro comentava para após escolher o perfil.
    2a tentativa:
    Um prazer encontrá-lo aqui, Walter. Grata.

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde a todos.
    Confesso de que a um primeiro momento eu pensei em se tratar do batalhão da Tijuca, na mesma rua do velho Doi Codi.
    Até porque também a rua é estreita e naquele trecho onde fica do batalhão da PM é assim, igual ao da fotografia.
    Realmente os batalhões são todos iguais. Tanto os mais antigos quanto os mais novos. É tudo a mesma coisa.
    Alguém saberia dizer o que está escrito no "pinico" do militar?

    ResponderExcluir
  14. Eu achava muito legal as histórias da Policia Especial do Getúlio Vargas pois tinha o titio Mario Viana e eu gostava muito dele quando ele aparecia lá na Urca.

    ResponderExcluir
  15. Na condição ser filho, pai, sogro, sobrinho e primo de policiais militares no RJ e MG aproveito para registrar que o comentarista Joel foi correto em seu comentário sobre a postagem. Apesar de considerar dispensável o último parágrafo entendo ser útil para o melhor entendimento dos leigos. Pelos sabidos motivos acompanho a história dessa instituição e, como dito em outra oportunidade, fatores pontuais como a mudança da capital federal e a fusão do Estado da Guanabara com o então Estado do Rio de Janeiro foram decisivos para a degradação e desprestígio da PMRJ. Não se pode desprezar também a atuação da PM nos chamados "anos de chumbo" e seu emprego na repressão aos movimentos da época, resultando em prejuízo para sua imagem. Tudo somado, junto com os sucessivos desmandos dos governos que se sucederam, o resultado é atual quadro calamitoso. Não é de hoje que se projeta a possibilidade de fusão dos quadros policiais (civil e militar) com o fim de formar uma polícia desmilitarizada. Trata-se de iniciativa que exige vontade política mas esbarra não só em interesses espúrios como também depende de manifestação de vontade das forças armadas que ainda entendem as PMs como forças auxiliares. Pessoalmente não acredito em soluções de curto ou médio prazo.

    Muito feliz a lembrança das figuras do PMs que formavam as duplas que ficaram conhecidas como "Cosme e Damião. Mergulhei no passado da minha infância de menino de subúrbio quando certa vez, em plena busca por doces no dia santificado, deparei-me com uma dessas duplas e ofereci um pacote de guloseimas. Ante a hesitação de um deles o colega lhe disse que não haveria nenhum mal em aceitar. Oferta aceita saí dali com a ingênua satisfação de ter feito uma espécie de boa ação. Eram outros tempos.

    A quem se interessar segue o link. https://www.pmerj.rj.gov.br/historia-da-pmerj/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, hoje diriam que estava subornando os pobres guardas.

      Excluir
    2. (correções)...o atual estado...
      ...dos PMs...

      Em tempo: Hoje, viva fosse, a arquiteta autodidata e paisagista emérita, Maria Carlota Costallat de Macedo Soares, mais conhecida como Lota Macedo Soares, e uma das responsáveis pelo projeto, implementação e tombamento do Parque do Flamengo, estaria fazendo 107 anos. Essa profissional gravou seu nome indelevelmente na história da cidade do Rio de Janeiro.

      Excluir
    3. Foi exatamente o que me veio à mente, Augusto.

      Excluir
    4. ...Docastelo...

      Excluir
    5. Ótima lembrança para reler FLORES RARAS E BANALÍSSIMAS de Carmen L.Oliveira, biografia de Lota e de Elizabeth Bishop e também uma radiografia do Aterro do Flamengo, situação política do RJ, sonhos e desilusões do carioca.

      Excluir
    6. Existe um outro fator interessante também Docastelo.
      As duas polícias, embora tenham sido criadas próximo uma da outra. A PM foi em 1808 enquanto a PC em 1809, são Instituições diferentes com culturas muito diferentes uma da outra.
      Ninguém na PC vai aceitar levar tapa na cara de superior como bem mostrado no Tropa de Elite e tão comum assim na vida da caserna.
      Você falou em algo muito interessante.
      Como sempre, o militarismo infelizmente como algo atrasado, não quer abrir mão nem da PM e nem do BM.

      Excluir
    7. Até o Google se lembrou hoje da Lota.

      Excluir
  16. Plinio, o nome da ruazinha é Serafim Valandro. Sempre achei esse nome engraçado e por isso ficou gravado.

    Tivemos a sorte de ter um "guardinha" gente boa por aqui, quando meus filhos eram pequenos. Ajudava a todos e era muito querido pela vizinhança. Nós o convidávamos até para as festinhas de aniversário das crianças.
    Hoje o batalhão, que foi deslocado da São Clemente para a Alvaro Ramos, tem muito mais problemas a enfrentar, com o aumento da população e a violência em escala estratosférica. Apesar de tudo, a relação dos moradores com a PM melhorou bastante, graças aos novos instrumentos de comunicação de que dispomos, seja o whatsapp ou os grupos específicos de facebook.

    Elvira, já experimentou liberar os "cookies"?

    ResponderExcluir
  17. Peralta,o implicante16 de março de 2017 14:07

    Tia Nalu é amiga do Sargento Tainha.

    ResponderExcluir
  18. Jorge, o ucraniano16 de março de 2017 14:32

    O 12 Batalhão de Niterói tem um aspecto bem superior a qualquer batalhão do Rio.

    ResponderExcluir
  19. Nalu,
    Muito obrigada e perdoe a minha ignorância em relação à Informatica.
    Embora tenha trabalhado com computador desde 2000 até 2015 quando me aposentei os programas eram específicos à área de trabalho. Qualquer problema a Seção de Informática resolvia.
    Muito antes da aposentadoria já havia me afastado da NET, final de 2013, creio.
    Por insistência da família adquiri um computador que veio sem programa.
    O técnico colocou o 10 e eu havia trabalhado até o W 7. Para coroar tudo o teclado não possui acentos e outros sinais. Não quis mexer com aplicativos nem colocação de teclado novo. Naveguei no Google, elaborei um conversor que fica aqui ao lado e só agora passei a dominar tal conversão.
    Não pretendia voltar mas, diante da tela, deu saudade dos Fotolog's e eis-me aqui, em princípio lendo tudo e agora comentando.
    Aina a pouco o sinal sumiu e no lugar do símbolo do wifi apareceu o de um avião. Meu técnico mais querido, o meu filho, virá aqui dar um apoio à noite.
    Muito obrigada pela informação.

    ResponderExcluir
  20. Luiz, de onde vc tirou a informação que a Rua São Clemente um dia se chamou Rui Barbosa? Em 1910 o Rui era vivo e morava na rua com seu nome? O antigo Caminho de São Clemente aparece em mapas antigos e nunca soube que a rua tinha mudado de nome.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gustavo, estava no site "Encontra Botafogo", com informações sobre a história deste batalhão. Mas você tem razão em duvidar, pois pesquisando em outros lugares não achei esta referência citada.

      Excluir
    2. Gustavo,
      No endereço abaixo encontra-se um ótimo trabalho sobre
      Botafogo, seus primeiros moradores, ocupações, rios etc.
      Foi minha primeira leitura na NET e gostei muito.

      http://www.sindegtur.org.br/2010/arquivos/zs4.pdf

      A publicação é do Sindicato dos Guias de Turismo.
      Coisas curiosas sobre a São Clemente, batizada pelo Padre Clemente, que nem era tão santo assim. rs
      Um abraço.

      Excluir
    3. Elvira, parte do que está citado no link que vc indicou foi retirado de Brasil Gerson.
      Luiz, não encontrei nenhuma referência ao nome Rui Barbosa, que após a morte do mesmo deu nome a parte da Av. Beira Mar que circunda o Morro da Viúva.

      Excluir
    4. Gustavo,
      Eu possuo o livro, edição de 2000, Histórias das ruas do Rio, de Brasil Gerson, mas algumas histórias como a do padre Clemente não lembrava mais.

      Excluir
  21. Dr. LuizD' olhando bem esta foto de baixo do PM com o garoto, acho que o pivete delinquente é um antigo comentarista do SDR, que atualmente anda afastado, ainda "dimenor" agindo nas imediações da Lapa, preso por um PM após uma de suas investidas de furto de carteira, que era sua especialidade na época. Ainda bem que depois que saiu do SAM, se recuperou e hoje está integrado a sociedade. rs, rs, rs, rs.

    ResponderExcluir
  22. Observador de Comentários16 de março de 2017 16:30

    O nome desta antiga comentarista não me parece estranho. Ela já não se envolveu em uma grande polêmica no antigo fotolog? Ou será que estou confundindo as coisas? Se for mesmo quem eu estou pensando prevejo que o doutor D´ vai ter muita dor de cabeça e logo algum outro comentarista vai se indispor com ela. Sugiro afiar o bisturi, doutor.

    ResponderExcluir
  23. Falando em comentarista antiga,lembrei do "Mamãe Maluquinha" uma série que relatava as aventuras da capixaba Celma pelo Rio de Janeiro.Páginas elaboradas pela Lícia,sua filha,que desapareceu dos comentários e deixou de publicar também as coisas de Petrópolis,ao que sei.Lamentável e muitas saudades daquelas histórias.Dona Celma,Dona Celma.....

    ResponderExcluir
  24. A Lyscia comenta no Facebook. Diz o Jban que os blogs ficaram obsoletos.
    Quanto ao comentário do Observador só tenho a dizer que o espaço é aberto a todos, mas as regras atuais estão mais rígidas.

    ResponderExcluir
  25. As polícias militares tiveram um papel condenável em 1964, o que foi fundamental para que sua imagem como instituição ficasse fatalmente comprometida. Em São Paulo era parte integrante Operação Bandeirante, comandada pelo então major Carlos Alberto Ustra, e na Guanabara atuava como "braço" do exército, atuando junto ao Departamento de Operações internas e ao Centro de Operações de Defesa Interna {Doi-Codi}. Seu acesso era através de alistamento {praças}, não havendo até 1988, concurso para essas corporações. Com atribuições constitucionais de atuar no policiamento ostensivo, as polícias militares sofrem com seu próprio atraso, com sua própria natureza militar, incompatível para uma polícia moderna. Como disse o Docastelo, existem interesses espúrios para que tal realidade perdure. Apenas o Brasil, Uganda, e Vietnam, possuem polícias militares. A polícia americana possui segmento fardado, "patentes militares", mas é civil, assim como quase todas as polícias do mundo civilizado. A Instituição mais moderna e avançada da América do Sul é a polícia chilena, os "Carabineiros". Possui segmento fardado mas é iminentemente civil, cujo modelo deveria ser copiado pelo Brasil.

    ResponderExcluir
  26. Já havia percebido e só por isto publiquei. Está aqui a nata dos comentaristas, Gustavo, Docastelo, WHM, Lino, Mauroxará, Nalu, todos enfim, e sorri ao lembrar de Mamãe Maluquinha lembrada pelo Belletti e da querida Lyscia sempre tão gentil.Quase exclui um email dela por não lembrar quem era Lyscia. Grata, Belletti,ótima lembrança como foi tb a de Lota pelo Docastelo. Este é o Saudades do Rio dos meus sonhos.
    Mais uma vez Parabéns!

    ResponderExcluir
  27. Fora de foco: Os últimos acontecimentos políticos apontam para um futuro sombrio. O Brasil vive a pior das ditaduras mas continua a ignorá-la, seja por falta de cultura, seja por atavismo, seja por pura "cegueira". Nunca o futuro do Brasil como nação foi tão ameaçado como agora com a iminente ameaça direitos fundamentais, principalmente previdenciários. Já não temos educação, não temos um sistema de saúde, não temos liberdade, já que podemos morrer assassinado a qualquer momento, não temos emprego nem salário, e brevemente não teremos mais direito à aposentadoria. Mas somos livres, não é mesmo? Para que?Vivemos em uma "democracia", mas talvez nem tenhamos dinheiro para um enterro decente. A carta testamento de Vargas pode parecer patética, mas nunca vivemos uma situação tão apropriada...

    ResponderExcluir