Total de visualizações de página

domingo, 8 de janeiro de 2017

CASCATINHA



A foto de hoje, colorizada pelo mestre Reinaldo Elias, é do acervo de Heliete Fonseca e mostra a família dela na Cascatinha, em 1940.
A Cascatinha fica logo na entrada do Parque Nacional Floresta da Tijuca, vindo pelo Alto da Boa Vista. Esta cachoeira é formada pelo rio Cachoeira e foi descoberta pelo francês Nicolas-Antoine Taunay, que era integrante da missão artística francesa que veio ao Brasil em 1816 a convite de D. João XI.
Taunay foi o primeiro grande nobre a vir para a floresta, sendo ele o grande divulgador daquele local, organizando reuniões em sua casa para a corte.Posteriormente, ele construiu sua casa à beira da cachoeira, que tem hoje o seu nome como homenagem.
Quantos cariocas conhecem a Floresta da Tijuca, as Furnas de Agassiz, a Cascatinha? Eis um bom programa para um domingo ensolarado.


18 comentários:

  1. Linda colorização de um tempo em que se podia passear tranquilamente pela Floresta da Tijuca, Alto da Boa Vista e adjacências. Infelizmente a região está perigosa embora ainda seja possível ir lá com certos cuidados. Há guias florestais que podem ser contratados para acompanhar os visitantes nas diversas trilhas.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia. Conheci a Cascatinha desde tenra idade, quando meus pais faziam do local um passeio quase obrigatório. Saltávamos do bonde 67 na praça do Alto e caminhávamos cerca de 800 metros até a Cascatinha. Mas o "tour" completo só mesmo de carro, pois são várias localidades e trilhas, sempre em subida. Atualmente quem entra no parque da Tijuca de carro, só pode sair pelo "Açude da solidão", em um ponto distante da "Cascatinha", pois a mão de direção é única. Até os anos 80 o parque ficava aberto 24 horas, o que permitia que à noite, o local era ideal para "namorar". Mas por diversos motivos, inclusive a violência, o parque fecha às 20 horas.

    ResponderExcluir
  3. De fato, o passeio já foi bem mais tranquilo e agradável. Mesmo assim, a Floresta é um dos melhores locais para se fugir do calor insuportável no vale. Pertinho, linda, cheia de atrações naturais.

    ResponderExcluir
  4. Bom dia a todos. Foto com uma colorização espetacular, aliás a cada dia que passa estes softwares de edição de fotografia estão melhores, hoje fotos editadas ou colorizadas, ficam muito melhores do que a foto original, visto a inúmeras possibilidades de correções que se pode realizar na sua edição.
    Já a floresta da Tijuca e a cachoeira da Cascatinha, que ficam bem próximas da sede do SEMPRE, são 2 pontos turísticos da cidade, que poderiam ser muito melhor explorados, caso existisse no Brasil uma cultura de exploração inteligente do Turismo, visto que nos dias de hoje o Turismo no Brasil é uma exploração em termos de custos e da qualidade oferecida ao Turista.

    ResponderExcluir
  5. Jorge, o ucraniano8 de janeiro de 2017 11:11

    Bom dia.Belíssima imagem de um lugar aparentemente fresco.Mas apesar disso,não pode se comparar com as locações da Serra da Tiririca em Niterói.Talvez não haja uma concentração de mata atlântica tão rica como a Serra da Tiririca.###Sou natural da Ucrânia e não sou Anônimo nem So Contra.

    ResponderExcluir
  6. Já fui do centro da cidade para a Barra da Tijuca pelo alto. Subi Cândido Mendes (Santa Teresa) e fui descer no Itanhangá. Belo passeio, bela vista e sorte por poder contar essa história, sem assalto, nem sobressalto. Houve, salvo engano anos 50, um plano de construir grandes estradas (seria um desastre visual e ecológico, embora prático) costeando as montanhas do Rio, como um anel rodoviário, para que os carros transitassem pelo alto e descessem nos bairros desejados. Não vingou!
    Bogotá fica num vale, cercado de montanhas e tem exatamente esse anel, que funciona bem, constei in loco. Enfim passear pelo Alto é ótimo, mas as atuais estatisticas da bandidagem e a organização empresarial do crime em facções, grupos, dissidencias, PreviCrime, S/As. etc.jogou os minoritários e ousados e inexperientes "profissionais liberais"para o asfalto. Manaus e RR são a ponta do iceberg.. No mais bom domingo e o SDR em ascendente típica da Esquadrilha da Fumaça. Luiz, localizou o MAM no filme?

    ResponderExcluir
  7. Não vou há séculos e a Vista Chinesa e Mesa do Imperador,acho que mais tempo ainda! Gostaria muito de ir, mas fico meio assim...dá para ir tranquila de dia? Ou é melhor evitar?

    Furnas q conheço é na Real Grandeza, essa q o Luiz citou não lembro. Capela Mayrink Veiga, Açude da Solidão, tudo isso, sim. Rest dos Esquilos, que penso ainda funcionar! É pena mesmo que uma cidade turística e olímpica como a nossa, não se mova um único dedo para estimular que esses lugares recebam tanto o carioca, como os de fora, dando todo apoio em estrutura e segurança! A quem interessa isso, é a pergunta!!!

    ResponderExcluir
  8. Não me recordo desta Cascatinha,mas lembro de ter ido uma única vez a Vista chinesa\Mesa do Imperador.O local era muito bonito.Quanto a Furnas,conheço a mesma da Evelyn,pois uma filha mora bem próximo....O casal dá show de elegância.Fazendo uma faxina geral,lembrei muito do gerente.Descobri entre várias bugigangas um cartão de embarque da Vasp(não sei para onde),um vinil do Xavier Cougart entre vários outros.A caminho do desapega....

    ResponderExcluir
  9. Já fiz alguns passeios por ali no século passado... O elegante homem de terno lembra o jogador Perácio, o José Perácio, que em 1940 era jogador do Botafogo.

    ResponderExcluir
  10. Candeias,acabei de ver uma pequena foto de um ônibus com faixa do Columbia,ao que indica em excursão a Vix nos anos 70.So foca o ônibus com a faixa. É da sua área?

    ResponderExcluir
  11. Belletti, o Columbia era um time de futebol de praia do Leblon. Começou a se projetar justamente na época em que parei de jogar. Talvez o DR D possa dar informações mais concretas. Acho que o Fred, ex-zagueiro de Flamengo e Botafogo e o P C Caju jogaram por lá.

    ResponderExcluir
  12. Então faz sentido.O Columbia jogou aqui com o Coroa,no inicio doa anos 70.O jogo terminou um a um.Eu estava fazendo confusão com o Radar.O Fred não sei se jogou.Este jogo levou mais de mil torcedores a praia.Muito legal...

    ResponderExcluir
  13. Para ir à Barra, as vezes vou por essa estrada. Quase no final da descida tem um lugar que até bem pouco tempo podiam ser vistas às dezenas,aquelas borboletas grandes,azuis, que quase todo Gringo compra um quadro com elas. Da ultima vez que passei por lá, vi algumas, mas não mais que 10.

    ResponderExcluir
  14. Peralta,o implicante8 de janeiro de 2017 14:14

    Tio Mauro lembrou bem.Tia Nalu tem inúmeros quadros com borboletas.

    ResponderExcluir
  15. Boa tarde a todos.
    Também não vou nesse lugar desde o século passado, talvez por volta de 1982 ou 1983.
    Era uma outra época onde as estatísticas de violência perdiam e muito para os tempos atuais.

    ResponderExcluir
  16. Peralta, ó implicante maledicente, tia Nalu é boa, generosa e amiguinha dos animais. Nunca compraria um desses quadros cafonas. Mas... ouvi dizer que um certo moleque tem uma fantasia de borboleta azul que usou na festinha de fim-de-ano na escolinha...

    ResponderExcluir
  17. Boa tarde a todos.

    Depende se o Jardim Botânico faz parte do Parque. Se fizer, então já fui duas vezes. Uma pelo lado do Alto em 1997 e outra no JB ano passado. Essa cascata é um convite para estes dias de calor, se bem que deu uma pequena refrescada.

    Perto de casa, relativamente, tem uma cascata e um reservatório (açude) no Camorim, parte do Parque da Pedra Branca.

    ResponderExcluir
  18. Aproveitando os estranhos domingos de inicio de ano para ver a Copinha.O time do Flamengo vai levando,mas me parece inferior ao do ano passado,que tinha Vizeu,Sávio e Paquetá.Vamos ver se sai algum bom jogador.....

    ResponderExcluir