Total de visualizações de página

quarta-feira, 31 de maio de 2017

HOTEL CARSON´S




O Carson´s Hotel, situado num prédio neoclássico à Rua do Catete nº 158, esquina com Rua Correa Dutra, era considerado, em 1875, quando abriu as portas, um "modelo de conforto e asseio". Era o hotel, entre os 119 hotéis da cidade em 1882, o preferido dos ingleses.
 
O Carson´s, além de um piano que “alegrava a muitos e exasperava a outros”, já oferecia a seus hóspedes aquilo que na época se considerava a “maravilha das maravilhas”: o telefone de número 5125. O custo das refeições no final do século XIX no Carson´s era de 2.000 réis pelo almoço, variando de 2.000 a 3.000 réis o jantar. Curiosamente o custo da alimentação (almoço+jantar) era superior ao da hospedagem, já que o preço da diária completa deste hotel, nesta época, era de 6.000 reais.
 
A casa comercial “Ao Rei dos Mágicos” instalou a primeira rede telefônica no Rio ligando várias repartições públicas a seu escritório. Mas o serviço somente ganhou corpo com a criação da Companhia Telefônica Brasileira, cujo escritório central inaugurou-se em 28/05/1881, na Rua da Quitanda nº 89 (citado em “Pioneiros da Hotelaria”, Elysio Belchior e Ramon Poyares).
 
Na época, havia hotéis com nomes suspeitos como dos Amantes, Bastardo, Espelho da Verdade, Consolo, Probidade, Eureka e X. As hospedagens em Santa Teresa também eram muito requisitadas pelo clima e pela vista. Na Tijuca, na subida da Rua Conde de Bonfim, a atração era a piscina de águas naturais do Vila Moreau, que trazia o aviso inusitado: "É expressamente proibido: tomar banho sem calça, no banho usar sabão, pós de dentes ou outros ingredientes".
 
O casarão do Catete onde se instalou o Carson´s, que pertenceu ao Barão de Mesquita, abrigou mais tarde os hotéis Almeida, Só Para Famílias (já tendo o nº 196 da Rua do Catete, anterior nº 158) e terminou seus dias, já na década de 1950, como hotel Cidade. O imóvel ainda abrigou a loja de móveis Renascença até 1999. Houve, tempos depois, uma edição da “Casa Cor” neste local. Acho que neste endereço funciona atualmente uma loja Leader.
 
A foto colorida, do acervo do Tutu, é do lado da Rua Correa Dutra.

28 comentários:

  1. Bom dia!

    Estava cuidando há alguns dias a aproximação das 50.000 visitas no espaço novo, mas foi tão rápido que já se passaram mais 256. Parabéns Dr. D' por ter mantido o projeto apesar de todas as adversidades.

    Admiro o conhecimento de vários comentaristas sobre modelos de carros antigos. Não é minha especialidade, mas os da foto número 2 são de minha época. Destaque para o SP2, "esportivo" da Volkswagen do Brasil, projeto nacional do qual minha irmã foi uma das clientes, tendo trocado seu Karmann Ghia por um da cor do da foto, prateado. Meu pai, que era mais jovem que sou atualmente, muito irônico, pegou-o emprestado um dia e ao convidar um amigo um pouco mais velho para um passeio, encenou uma cena na qual ambos demoraram vários minutos tentando sair de dentro do mesmo, alegando não só que o carro era muito baixo como também a cabine muito justa, não permitindo liberdade de movimentos.

    Além do SP2 à frente da Kombi, temos um Passat atrás dela e no estacionamento da Renascença uma Brasília. Atrás do Passat pode ser um Chevette. Obrigado pela persistência Dr. D'. É muito agradável passar por aqui, apreciar as fotos e ler os comentários.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo, Silvio. 50 mil acessos em pouco mais de 5 meses. Embora não se compare aos tempos do Terra ainda vale a pena pelo que aprendemos por aqui.

      Excluir
  2. Bom dia. No texto postado pelo gerente ficou faltando um pequeno detalhe sobre o uso do prédio: Em 1993 com a Renascença móveis" já fechada, funcionou ali a antiga "Cia Aérea de Dança", escola de dança do coreógrafo e bailarino João Carlos Ramos, que funcionava anteriormente na rua do Catete no prédio de antigo "Forró forrado". João Carlos Ramos, um gênio da coreografia e da dança contemporânea, revolucionou a dança de salão, criando uma "escola" que deu origem a alguns excelentes mestres. Merecia um lugar de destaque na mídia em lugar dos usuais ícones da dança de salão, produtos de uma mídia tendenciosa que nada acrescentam em conteúdo. Seu grande defeito é de não ser um bom administrador e instalou a escola em um local sem alvará. Como se trata de uma área residencial, o barulho causado pelos bailes e pelos eventos alertaram a fiscalização, que interditou a escola. O Catete, no meu modesto entender, continua a ser um bairro "precário", cuja grande vantagem é a de possuir duas estações de metrô. Um pouco melhor do que sua vizinha Glória, seus imóveis são em sua maioria velhos, com uma grande quantidade de apartamentos "conjugados", cujas "vantagens e funcionalidades" são conhecidas por todos; seus moradores também não primam pela qualidade de seus vizinhos de Botafogo e Laranjeiras. Assim como os moradores da Glória, existe uma grande número de garçons, empregadas domésticas, "pequenos empreendedores", camelôs, moradores de rua, etc, fazendo do bairro uma espécie de "Babel caboclo". A "roda da fortuna" que fez no passado bairros como o Catete, São Cristóvão, e Glória, locais aprazíveis e valorizados, se encontra atualmente estacionada de forma diametralmente oposta...

    ResponderExcluir
  3. Arquitetura lembrando o estilo colonial, porém com detalhes que devem ser de alguma reforma do final do século 19.
    O bonde deve ser um dos primeiros elétricos, totalmente aberto. Hoje seria dia do Hélio aparecer para os detalhes.
    Já entre os veículos da foto colorida: em frente à Kombi, um SP1 ou SP2?

    ResponderExcluir
  4. Bom dia: Não conhecia a historia desse hotel outrora garboso.
    Incrível que ainda hoje esteja de pé.
    A quem pertence atualmente o prédio?

    ResponderExcluir
  5. Bom dia a todos. Será que o prédio da Renascença Moveis é o mesmo do Hotel Carson's? Tenho lá minhas dúvidas. Observem as janelas do hotel e as da Renascença.

    ResponderExcluir
  6. Excelente postagem e já.com comentários bastante interessantes. É impressionante o prédio ter sobrevivido tanto tempo ainda que com algumas alterações. Para mim o prédio é o mesmo. Os prédios com apartamentos conjugados existem aí na vizinhança e a deterioram, infelizmente.

    ResponderExcluir
  7. Bom dia a todos.

    O máximo que conheço do Catete é o Museu da República, que, por sinal, está abandonado.

    ResponderExcluir
  8. Peralta,o implicante31 de maio de 2017 10:37

    Tia Nalu me contou que o Espelho da Verdade era gerenciado por um sapo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz sentido, ó moleque implicante. Se considerarmos que o espelho inverte imagens. Mas o espelho não mente; logo, esse sapo, que não sabe de nada, não gerenciava a referida hospedaria. Consta que gerencia outra, conhecida como "Casa da Mãe Joana".

      Excluir
  9. Bom dia a todos.
    Excelente texto. Não sabia da existência de hotel, apesar das janelas estilos anglos presentes na construção.
    Realmente, agora, é a Leader quem está lá. Já entrei várias vezes nessa construção.
    Se não me falha a memória, há uma bica interna que foi preservada e é do tempo do hotel.
    Luiz e Joel. Talvez vocês sejam especialistas no assunto. Essa rua é a Correia Dutra. Não foi nela que foi preso o Carlos Marighela?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Wolfgang, Marighella foi preso em Maio de 1964 no antigo cinema Eskye na Tijuca, em uma galeria que liga a rua Conde de Bonfim com a rua Soriano de Sousa perto da praça Sãens Peña. Trocou tiros com a polícia e foi baleado. Morreu em Novembro de 1969 em São Paulo durante uma operação da Oban comandada pelo delegado Sérgio Fleury.

      Excluir
    2. Obrigado Joel. Valeu pela explicação.

      Excluir
    3. O filme "Batismo de Sangue" estrelado por Cassio Gabus Mendes retrata essa operação na qual morreu o terrorista. Após uma denúncia de um frei dominicano que (sic) ainda está vivo e costuma escrever artigos em diversos jornais e que teria sido torturado, Mariguella foi cercado por policiais da Oban e metralhado na noite de 4 de Novembro de 1969.

      Excluir
    4. Joel. Eu me enganei.
      Na verdade, o Mariguela se escondeu por pouco tempo na Rua Correia Dutra, justamente a que aparece nas fotografias de hoje. Só não lembro qual número que foi. Porém, especulo que seja naquela parte já quase próxima da Rua Bento Lisboa.

      Excluir
  10. No aviso da piscina de águas naturais do Vila Moreau, que trazia o aviso inusitado: "É expressamente proibido: tomar banho sem calça, no banho usar sabão, pós de dentes ou outros ingredientes", ficou faltando proibir fazer xixi na água.

    ResponderExcluir
  11. Moleque Travesso31 de maio de 2017 10:56

    Tia Nalu conhece bem "Rei dos Mágicos".Desaparece com sítios,triplex e correlatos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ihhh... hoje é dia!
      Moleque Travesso, todo bom mágico é bom prestidigitador. Um bom prestidigitador sem dedo não é um bom prestidigitador. Logo, esse mágico não é o Rei dos Mágicos. É apenas um "mão leve".

      Excluir
  12. Além do Museu da República, existe o prédio da 9ª D.P, restaurado recentemente e que funciona como delegacia de polícia desde 1906, data da sua construção. Conheci esse prédio antes da restauração e era possível observar uma pequena estrebaria para manutenção dos cavalos utilizados no policiamento da época. Outro absurdo foi a demolição do cinema Azteca e a inutilização da antiga garagem de bondes da Jardim Botânico, utilizado pelo Detran. Hoje em dia ir ao Catete e adjacências de carro é uma "aventura com final incerto" assim como ocorre em Laranjeiras, Botafogo, Copacabana, etc...

    ResponderExcluir
  13. 50.372 agora. Parabéns Dr. D´. Embora poucos andem comentando há um número enorme de silenciosos que passam por aqui e desfrutam do Rio antigo. Eu sou um deles. São tantas as informações interessantes, a pesquisa bem feita, as correções dos comentaristas, que sempre vale a pena vir dar uma olhada.

    ResponderExcluir
  14. A grande audiência não se deve apenas às fotos, pertence em muito aos esmerados textos do Dr. além dos afinados comentários.

    ResponderExcluir
  15. Muito interessante a postagem, a reportagem, a fotografia, o resgate.

    Atualmente é a Leader, sim, conforme colega de bancada supra comentou.

    Ainda tem o recanto com a pia batismal, e plaquinha explicativa.

    Dizem que a Leader não estaria bem das pernas( não adianta marcar consulta com o gestor...) e que a Casa e Vídeo iria instalar-se aqui.

    Até onde sei, dizem que é a mesma edificação do Hotel, hoje a Loja Renascença!

    Estive nesta edição da Casa Cor, assim como todas que são de fácil acesso.

    Penso que o bairro do Catete tem uma localização muito peculiar, encravado entre o Centro e bairros próximos como Botafogo, Copacabana, Laranjeiras, transporte urbano pela Rua do Catete, Praia do Flamengo, túneis Santa Bárbara, Rebouças, aeroporto SDU. Reúne vários quesitos como variedade de serviços como bancos, lojas, bares, restaurantes, óticas, farmácias não é mais quesito q chame atenção, salões de beleza, academias, cinemas, pizzarias,cartórios, metrô, ônibus, áreas de lazer como Aterro, Jardim do Museu da República,o Museu da República, colégios, posto de saúde, Casarão Ameno Resedá( do Carlos Lessa)

    Decadência? Assim como a nobre Copacabana dos anos 50 decaiu, assim como Ipanema está lamentavelmente sofrendo um visível processo de popularização, assim como..., assim como... e assim como...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dra., tem cafetaria como a senhora gosta?

      Excluir
    2. O Catete é peculiar.A comida é farta,seus restaurantes não ficam nada a dever à ninguém.Apesar de quase todos sejam de comida popular,pf,podrão,churros,angú,e cachorro quente,a comida é ótima.A Praia do Flamengo é revigorante,um programa e tanto.Não tem aquelas casinhas de chá onde tudo é muito caro e de gosto esquisito.Doce bom é doce de padaria.Mil folhas,bomba,quindim!De preferência quando custam um Real a dúzia.Esse é o Catete que eu gosto.

      Excluir
  16. Anõnimo, fica parecendo aquela chamada de" número privado" que recebemos no nosso celular! Quem liga sabe quem somos e qual nosso número, mas o inverso não existe, o que sempre achei total contradição e injusto!

    É o que ocorre com vc participando anonimamente e silenciosamente. rs Ainda que o "estatuto" aqui lhe dê esse direito...Fico sem saber para onde olhar, já que é anônimo e silencioso...

    ResponderExcluir
  17. Vendo o comentário da Evelyn lembrei de quando eu tinha um automóvel Ford Del Rey e um amigo falou comigo: "cara, gosto muito desse carro e não entendo porque ele é tão injustiçado e não valorizado na hora de vender...". E assim também acontece com muitos bairros, a qual não se entende porque começam a ter a pecha de decadentes, de "passagem", etc, e vão se desvalorizando... E o interessante que muitas vezes não se encontra os reais motivos tipo: está próximo da favela? Não tem transporte? As ruas enchem na chuva?

    Acho mesmo que muita coisa o que manda é a moda mesmo...

    ResponderExcluir
  18. Muito boa postagem e ótimos comentários.Dá para sentir como é o bairro,pelo visto eclético.Muito interessante este hotel.

    ResponderExcluir
  19. Correção: Mesma edificação do Hotel, depois Loja Renascença, HOJE Leader.

    Curioso, tem várias e boas: "Cine" um bistrô muito simpático dentro da Galeria do Cinema São Luiz, e recentemente abriu uma franquia do Café Hum, já existente em vários bairros ao longo da nossa urbe. Mas certamente o nosso super "corajoso" anônimo prefere ficar com ironias e galhofas diminuindo o bairro, até ofendendo! E é tão seguro no que diz que não se acovarda em esconder-se no manto do ocultismo, não é mesmo? Por que não assume sua opinião?! Fácil ser assim! Pena de pessoa tão pobre de espírito! Para você,e para seu nível, doce de padaria seria um regalo e tanto! Praia do Flamengo é um dos cenários mais belos da nossa cidade, mas evidente que você não tem o mínimo de sensibilidade! Se é que ai não teria um pouco de La Fontaine..."A Raposa e as Uvas"!
    Acho incrível como tipinhos assim ainda vem se criar aqui...

    ResponderExcluir