Total de visualizações de página

terça-feira, 25 de julho de 2017

BONDES




 
Repito, para enfatizar e divulgar para o maior número possível de visitantes, a mensagem recebida do Helio Ribeiro:

“Para quem se interessa pela história dos bondes do Rio, eu me ofereci e o Allen Morrison aceitou que eu fizesse a tradução das páginas sobre bondes do Rio, no site dele. O link é http://tramz.com/br/rj/th/thp1.html. São três páginas, com 75 fotos, divididas em 3 períodos: 1859-1890; 1890-1910 e 1910-1967.”

Como ilustração deste magnífico trabalho vemos na foto 1: “o local é a Praça Tiradentes – onde começou a primeira linha de bondes do Rio, em 1859, e por onde passa atualmente uma das linhas do VLT recém-entrado em operação  (acervo William Janssen)”.

Na foto 2 vemos um bonde já deteriorado. “No dia 31 de dezembro de 1960 a Companhia Ferro-Carril do Jardim Botânico, que deu origem à indústria de bondes no Brasil, deixou de existir. Seus bondes passaram a ser operados durante algum tempo por uma empresa municipal. Os motorneiros e condutores ainda usavam os antigos uniformes, mas os bondes e trilhos deixaram de sofrer manutenção (acervo Allen Morrison).”

Na foto 3 “um tipo diferente de bonde recebe passageiros na estação ferroviária de Campo Grande, em setembro de 1963. A garagem dos bondes ficava no Monteiro (acervo de Earl Clark)”.

O trabalho do Allen Morrison é imperdível e tem a expressiva colaboração do Helio Ribeiro. Não deixem de lê-lo por inteiro no site acima citado.

23 comentários:

  1. Incríveis fotos. só reconheci o 69 e o letreiro da loja A Capital onde meu pai trabalhou.por muitos anos.
    Não conhecia o Monteiro em Campo Grande.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia. Na verdade a "Junta de administração provisória" era uma empresa do recém criado Estado da Guanabara, já que o "Município do Distrito Federal foi extinto em 21 de Abril de 1960. O bonde da segunda foto é produto do natural descaso dos governos brasileiros, pois tal conduta esconde objetivos inconfessáveis.

    ResponderExcluir
  3. Sensacional. Fotos, texto, link do Allen Morrison, trabalho do Helio. Os bondes deixaram saudade.

    ResponderExcluir
  4. Postagem de bonde é mil.Parabens ao Hélio.Os sites do Allen Morrison são do balacobaco e inclusive algumas fotos do Earl Clark de Vix e Vila velha fazem parte.Show.Calças Sheriff grande fundo do baú.E os demais reclames?

    ResponderExcluir
  5. O bonde saia da estação de Campo Grande e subia a Estrada do Monteiro. Nesta estrada havia uma estação grande na bifurcação da Estrada do Magarça com a Estrada do Mato Alto. A primeira seguia para a Pedra de Guaratiba e a segunda passava pelo Largo do Correia e seguia para a Ilha de Guaratiba.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade eram terras do "William" de Guaratiba, mas de acordo com a "fantástica" pronuncia do brasileiro, acabou se desprendendo da terra e virou uma ilha,"visse"?

      Excluir
  6. O link abaixo mostra a estação que existia no Monteiro.

    https://goo.gl/maps/nGj2QjdTunu

    ResponderExcluir
  7. Estou aguardando o resultado do "onde é" de ontem...

    ResponderExcluir
  8. Bom Dia! O carro da foto um estava na estação "P" fazendo a linha Madureira-Penha. Entrou para reforma nas oficinas da "Cidade LIGTH" onde ganhou o limpa trilhos e teto modificado. Voltou lotado na estação "B".Na foto dois,o carro está prestes a entrar na reforma.Na foto três me chamou atenção o lotação individual, chassis FK encarroçado Metropolitana de 19 lugares e que tinha o numero de ordem 471.Atrás dele um Chevrolet- Brasil do Café Globo.Nas três fotos o desgoverno da CTC ainda não estava presente.

    ResponderExcluir
  9. Bom dia a todos.
    Ontem mesmo estive no site do Allen Morrison e pude testemunhar do trabalho dele e do Hélio.
    É um bom site, eu indico.
    Interessante isso. Nunca na minha vida passou em minha mente de que havia interesse por parte dos estrangeiros na história dos bondes em nossa cidade.
    Apesar de que alguém já relatou aqui de que quando a Companhia Carril foi extinto, os norte americanos compraram alguns veículos para expor em seus museus.
    Realmente os Estados Unidos é show!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  10. Bom dia a todos.

    Como o bonde de Santa Teresa ficou proibitivo para os reles cariocas da planície (20 reais), a opção de relembrar os bondes é ir no Centro Cultural da Light e ver um exemplar restaurado.

    Existem outros locais com bondes expostos na cidade que podem ser resgatados pelos comentaristas.

    ResponderExcluir
  11. Peralta,o implicante25 de julho de 2017 11:13

    Tia Nalu vai elogiar a luminária da segunda foto.Luminária e estrela sempre em alta.

    ResponderExcluir
  12. O Bonde que está em exposição na Mal. Floriano é sintético, e não é nem de longe parecido com os bondes que pertenceram à ligth.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O único bonde da minha época ERA o que circulava em Santa Teresa. Essa coisa que está aí hoje é um arremedo, segundo os "especialistas", com várias alterações em relação ao original.

      Daí achar que o exposto na Light fosse original, mesmo que restaurado.

      Aliás, quantos modelos de bonde chegaram a circular no Rio?

      Excluir
  13. Bom dia a todos. Falar de bondes, é falar com saudades da cidade do Rio de Janeiro, para todos aqueles que nasceram antes dos anos 60, quando ainda éramos a Capital da República. Querer saber de bondes hoje em dia, é necessário ir a fonte de informações do mestre Hélio, tanto no seu site como agora nesta nova publicação do Allen Morrison.
    Infelizmente não temos a cultura de preservar nossas memórias, menos ainda de pesquisar sobre temas importantes da nossa história, pior destruímos nossas origens, nossas riquezas, nossas tradições, na maioria das vezes por simples ganância financeira.
    Eu vejo o Brasil, como aquela criança mal criada, que não aprendeu a ter limites, que acha que tudo pode e que passa por cima de qualquer um ou qualquer coisa.
    Mais uma vez dou parabéns ao Mestre Hélio, por sua contribuição para que permaneça viva a história dos bondes, um meio de transporte, que até hoje é amado por aqueles que o utilizaram e admiraram o seu desfilar por toda a cidade.

    ResponderExcluir
  14. Dra. Evelyn sumiu do pedaço.Pegou um bonde e foi tomar café na Irlanda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Observador de cafeterias25 de julho de 2017 17:57

      Ela desistiu das cafeterias.Não dá mais ibope,é a crise.O povo não tem dinheiro nem pros 0,50 do café do restaurante popular,o que dirá cházinho e docinho caramelado.

      Excluir
  15. O site dos bondes está espetacular com a ampliação. Na parte de Santa Teresa, há um sub-anexo Largo da Carioca onde mostra a estação dos bondes até 1926, uma graciosa edificação de ferro fundido, exatamente atrás do Chafariz da Carioca.

    ResponderExcluir
  16. Muito legal. Postei no meu Facebook.

    ResponderExcluir
  17. Fiquei tão empolgado com os bondes de hoje, que quase deixei passar um raro lotação FK (de Ford Koln), dos anos 50. Havia muitas marcas de lotação, todas sobre chassis de caminhões médios. No filme "Pé na Tábua" há um raro Steyr-Diesel, embora este tivesse portas de entrada e de saída e cobrador (Grande Otelo), não sendo um lotação e sim, um micro-ônibus.
    https://www.youtube.com/watch?v=2VwwBDLuiXE&t=635s

    ResponderExcluir
  18. As "forças ocultas" levaram um forte prejuízo com a prisão de Jacob Barata, José Lavouras, Onofre, e outros elementos ligados ao transporte rodoviário. Julio Lopes, como possui mandato eletivo, está fora da cadeia por enquanto. Não esquecer que esse cidadão vai carregar para sempre a morte de seis pessoas e ferimentos em quase trinta devido ao acidente com o bonde em Santa Teresa em 2011. Usam a mesma tática há mais de 50 anos e assim extinguiram o sistema de bondes. A mesma quadrilha acrescida de políticos de Niterói e São Gonçalo, destruiu toda a malha ferroviária daquela região. A linha da Leopoldina até Tanguá foi erradicada e seu leito invadido. O Canceroso Pezão iludiu os incautos com a promessa de implantar a linha 3 do metrô utilizando aquele leito ferroviário, mas após a a eleição de 2014 acenou que criaria em seu lugar duas linhas de BRT...O bonde de Santa Teresa {o que restou das linhas} tem um valor de tarifa de padrão europeu e inviável para a grande maioria da população, cujo usuário ainda pode ser premiado com um tiro de fuzil disparado de alguma favela...FF Assisti a uma declaração bombástica do Ministro da Defesa Raul Jungmann, na qual afirmou entre outras coisas ao se referir à ajuda militar ao Rio de Janeiro: "É preciso dissociar o poder legislativo do tráfico de drogas no Rio de Janeiro". Vamos aguardar...

    ResponderExcluir
  19. Afinal, qual é a resposta para o "Onde é?" de ontem?

    ResponderExcluir
  20. Augusto e Joel, a resposta pode ser escolhida entre os palpites dos diversos comentaristas. Pelo visto uma das fotos é na Av. Rio Branco, enquanto a outra não foi conclusiva.

    ResponderExcluir