Total de visualizações de página

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

BAIRRO DE FÁTIMA




 
As duas fotos em P&B de hoje (uma do Correio da Manhã e outra enviada por Ana Fontes) mostram um local pouco conhecido da maioria dos cariocas.
Vemos o Bairro de Fátima com destaque para a Praça Aguirre Cerda.
A escada que aparece é a menor que sai da Rua Monte Alegre.
Reportagem da Veja Rio dá conta que “esta praça de desenho circular, com trânsito no sentido rotatório, é um oásis no centro do Rio. Rodeada de prédios residenciais antigos bem conservados, duas pequenas ruelas a circundam, uma de cada lado, finalizadas por duas escadarias. Arborização abundante, aconchego como consequência.
A Praça Presidente Aguirre Cerda é o eixo central do simpático Bairro de Fátima, que, para mau conhecedor desse nosso Rio de Janeiro, soaria quase como uma piada ao descobrir que a região em questão está no Centro da cidade, colada à Lapa, mais conhecida pelo seu caótico movimento 24 horas por dia.
As escadarias, localizadas nas extremidades de ruelas transversais à praça, como a Rua Guilherme Marconi, levam o pedestre a um bairro também tradicionalíssimo do Rio de Janeiro: Santa Teresa.”
As duas últimas fotos são da Veja.

26 comentários:

  1. O Bairro de Fátima tem uma localização estratégica e para muitos é um local ideal para moradia, pois fica perto do centro da cidade e possui uma infraestrutura bem interessante, com mercados, farmácias, etc. O grande problema é a falta de estacionamento, já que os prédios não possuem garagens. O outro ponto negativo é o entorno, cujos prédios são em sua maioria promíscuos devido aos apartamentos conjugados, a exemplo de Catete, Copacabana, e Botafogo, que servem de "residencias suspeitas" para locais de encontros de prostitutas, pederastas, e até mesmo ponto de venda de drogas.

    ResponderExcluir
  2. Bairro de Fátima foi um trajeto permanente na minha vida. E, no final dos anos 70, fui muito à pizzaria que ficava onde estão os ônibus da primeira foto. Tinha até onde parar o carro. A segunda foto me deixou boquiaberto - não reconheceria o local sem os prédios. De frente, está um Lincoln Zephyr 1938 e, no fundo, parece um Ford 34-35, mas pode ser qualquer coisa - essas aranhas eram todas parecidas de longe. Acho um lugar simpático até hoje.

    ResponderExcluir
  3. Não acertaria nunca o local. Acharia que poderia ser Santa Teresa. Nunca passei por aí. Sempre aprendendo no SDR

    ResponderExcluir
  4. A propósito dessa falta de vagas na região, estive há pouco tempo no "Lapa Graus", que fica na rua do Riachuelo bem próximo do Bairro de Fátima, e existem dois estacionamentos na região cobrando preços extorsivos. Por cerca de três horas, gastei vinte Reais! Quem mora nessa região deve sofrer horrores com a falta de vagas. Isso me fez consolidar o meu conceito de uma fórmula para enriquecer rapidamente. Possuir um cartório de notas, possuir um estacionamento, e possuir uma igreja evangélica, são a porta de entrada para o paraíso financeiro...

    ResponderExcluir
  5. Nunca ouvira falar e não tenho noção de onde está. Pelo visto talvez sem grande convicção seria como o Peixoto para Copa.Um oásis no centro.Bom saber e talvez bom local para instalação de um templo.Em tempos de crise...


    ResponderExcluir
  6. Segundo eu sei já foi um ótimo bairro para moradia,sossegado e acolhedor,hoje não sei,não vou lá há bastante tempo.

    ResponderExcluir
  7. Bom dia a todos. Local que conheço na palma da mão, porém assim como o biscoitomolhado, fiquei impressionado com a segunda foto ainda sem os prédios atuais que fazem o contorno da praça atualmente. Descrevendo o local, partindo da R. Riachuelo subindo a Av. N.Sra. de Fátima, do lado direito tem a Av. das Graças, um local ainda mais privativo com uma pracinha circular bem menor do que a Aguirre Cerda, porém nesta rua os prédios eram melhores com apartamentos de 3 e 4 quartos, também tinha uma escadinha do lado esquerdo da rua, que dava acesso a R. Cardeal Dom Sebastião Leme, retornando a Av. N.Sra. de Fátima tínhamos o ponto final do Fátima-Ipanema e mais acima o Mauá-Fátima, mais acima já na Pça, tínhamos as escadarias que são citadas no texto porém a que não é mostrada na foto e onde o acesso se vê o automóvel, chegava até a R. Cardeal D. S. Leme, tinha outra quase em frente que dava acesso a R. do Oriente / R. Progresso em Sta. Tereza, tinha o Jardim de Infância Guatemala, uma capela da Nossa Sra. de Fátima e a Pizzaria citada pelo BiscoitoMolhado, que não me recordo o nome.
    Fiz muito este percurso para chegar ao Colégio Souza: R. do Oriente, descia 1 lance de escadas até a R. Card.D. S. Leme, 2º lance de escadas até a Praça A. Cerda ou mais a frente na Av. das Graças, Av. N.S.de Fátima, R. Riachuelo, André Cavalcante, Ubaldino do Amaral, Av. Men de Sá, cortava pelo I.M.L. e saía na R. dos Inválidos já quase em frente ao Colégio Souza Aguiar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faltou um trecho da R. do Rezende, entre a André Cavalcante e a Ubaldino do Amaral.

      Excluir
    2. Esse trecho da Ubaldino do Amaral,Inválidos,Rua do Senado,e Henrique Valadares,era um grande matagal há pouco tempo atrás.Agora é um centro empresarial.

      Excluir
    3. Jorge todo este quarteirão que você conheceu como um matagal, foi a Vila Ruy Barbosa, a maior vila residencial da cidade.

      Excluir
    4. Pizzaria Gruta de Fátima....
      Gostei do seu passeio até o Souza Aguiar.
      Estudei no cantinho feliz na Travessa oriente em santa Teresa ...subi muito as de as escadarias quando criança.

      Excluir
  8. Quanto estará custando um imóvel de 3 a 4 quartos nesse bairro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um imóvel nessa região pode variar. De 3 ou 4 quartos terá no mínimo 60 anos, sem garagem, mas de bom padrão custará entre 400 e 700 Mil. Alguns prédios são estilo Art-deco e de merecem atenção. Dentro do perímetro do Bairro não há, em regra, imóveis do tipo "suspeito", mas na Lapa "tudo é possível". Para quem trabalha no centro é muito bom. Na rua do Riachuelo existe um condomínio moderno com toda a infra estrutura chamado "Cores da Lapa" e possui apartamentos com dois quartos, varanda, suíte, piscina, e garagem. Um apartamento custa em torno de R$55o.000,00. Fica em frente ao Lapa 40°.

      Excluir
  9. Bom Dia! FF. Ainda pouco prenderam o "cara" de novo. Será que a filha dele vai dar outro Piti.

    ResponderExcluir
  10. Peralta, o implicante13 de setembro de 2017 12:30

    Karak,prenderam o Garotinho.Vou chamar o Travesso e o Pequetito e vamos todos para a Tia Nalu.

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde a todos.
    O lugar seria interessante, se realmente a área do Centro da Cidade, assim como em alguns lugares na zona sul e principalmente em toda a zona norte, fosse bombardeado por uma coisa chamada Gentrificação.
    Como sei de que não acontecerá, então, elas por elas.
    Quanto ao tal "cara" que foi preso algumas horas atrás, se dependesse de mim que o Diabo guarde ele em bom lugar!

    ResponderExcluir
  12. Boa tarde a todos.

    Acompanhei a discussão no grupo e nunca acertaria o local. Segundo o Vá de Ônibus, que não é confiável, só o 010 continua fazendo ponto no bairro de Fátima, mas houve pelo menos mais uma linha que passava por lá. Salvo engano, era a C3.

    Sobre a prisão de horas atrás, a Globo está em estado de graça. Um desafeto preso em uma emissora de rádio concorrente. Daqui a pouco tem o "espetáculo midiático" do dia.

    ResponderExcluir
  13. O prezado Raul Felix comentou que a tal "Avenida" das Graças é na verdade uma ruazinha minúscula. Nela está situada uma casa em estilo neocolonial que tinha uma inscrição que adorna sua fachada: NUNC LICET. O enigma não era o significado literal do latim, de tradução fácil: AGORA É PERMITIDO, e sim a origem e o motivo por que estava ali. A casa é sede de uma seita neoprotestante, racionalista e catolicizante fundada no século XVIII na Suécia por discípulos de Emanuel Swedenborg. Sua proposta era a conciliação da tradição cristã com a razão e a ciência. Escreveu vários livros em latim sobre isto. A frase inteira é "Nunc licet intellectualiter intrare in arcana fidei" - Agora é permitido entrar com o intelecto nos arcanos da fé.
    Segundo o J. A. Maia, Swedenborg foi um grande visionário, além de mineralogista, engenheiro militar e filósofo. Era espiritualista e deixou uma vasta obra que a Unesco tombou como Patrimônio da Humanidade. Seu livro “Céu e Inferno” é muito interessante.

    ResponderExcluir
  14. José Alberto Maia conta ainda que Cézar Augusto Bordallo, português, foi um dos maiores industriais e empreendedores que passaram pelo Brasil. Tinha indústrias de calçado, curtumes, têxteis, celulose, químicas, navegação, tanino, construção civil e empreendimentos imobiliários. Foi fundador do Instituto do Câncer com Mario Kroeff, do Ginástico Português, do Jockey Club e de outras tantas agremiações.
    Ele adquiriu ao longo de alguns anos todos os imóveis da Rua do Riachuelo entre os números 221 e 231, numeração da época, visando a construção de um empreendimento imobiliário que ele batizou de Bairro de Fátima.
    Somente em 1934 após conseguir um número de sócios adequado para a complexidade do empreendimento, ele fundou a empresa Bairro de Fátima S.A. para serviços de terraplenagem, arruamento, infra-estrutura, loteamento e venda da área adquirida.
    Ele faleceu em 1939, aos 64 anos, no Rio de Janeiro.
    Esta é a origem do Bairro de Fátima.
    Quanto aos imóveis adquiridos por ele, deveriam ter sido chácaras em seus áureos tempos, na minha opinião, pois a Rua do Riachuelo era repleta delas principalmente em seu lado ímpar.

    ResponderExcluir
  15. Alguma relação com o banco Bordallo/Brenha ?

    ResponderExcluir
  16. Com relação à prisão de Anthony Mateus, vulgo "Garotinho", trata-se de uma prisão cautelar(preventiva)relativa a um dos muitos processos a que responde na justiça eleitoral, a maioria por compra de votos. Ele já é condenado em primeira instância por crime semelhante e aguarda o julgamento de recurso. Trata-se de indivíduo oportunista, político de viés clientelista, um dos muitos quadrilheiros oriundos do antigo Estado do Rio que dominam o estado após a malfadada e inoportuna fusão em 1975. Como dizia um velho e sábio ditado: Campista? Nem a prazo nem à vista".

    ResponderExcluir
  17. Boa noite ! Houve uma época em que frequentei o Bairro de Fátima com alguma assiduidade. Foi quando namorei a minha falecida esposa, que tinha parentes que residiam por ali e também na Rua Costa Bastos. Mas isto faz muito tempo, lá uns 50 anos. Foi na Escola Guatemala que votei pela primeira vez. Que pretensão chamar a Av. das Graças de avenida...rs.

    ResponderExcluir
  18. Estou sempre pela região! E infelizmente não é mais um oásis. Eu mesmo já tive que engatar a ré por causa de assalto e tiro no começo da rua.

    O Rio inteiro está um caos!

    Ricardo Galeno

    ResponderExcluir
  19. Nossa q saudades!!!! Morei quando criança na Riachuelo esquina com N S de Fátima (prédio da esquina que ficava sobre a Toca do Coelho) não lembro o número....muitos amigos pela Praça Aguirre. As escadarias q eu subia escondido dos meus pais (eles diziam que era MUITO PERIGOSO). As vezes eu descia até a praça da Cruz Vermelha e o Campo Santana com a molecada do prédio. Hoje moro em SP e ainda me pego indo até lá pelo google maps, fazendo os caminhos que eu costumava fazer... Saudades da minha velha infância.

    ResponderExcluir