Total de visualizações de página

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

FINADOS



 
Hoje, dia de Finados, é dia de grande movimentação nos cemitérios, como mostram as duas fotos na entrada do Cemitério do Caju nos anos 70. A primeira foto é do Cemitério de São João Batista na primeira metade do século XX.
É curioso observar como os costumes mudaram: antigamente neste dia as emissoras de rádio só tocavam música clássica, não havia eventos esportivos, os cinemas não funcionavam. Hoje é um dia normal, onde a maioria se aproveita do feriado para o lazer.
E em homenagem aos que já se foram aí vai o poema de Wystan Hugh Auden - "Four marriages and a funeral":
 
Stop all the clocks, cut off the telephone,
prevent the dog from barking with a juicy bone,
silence the pianos and, with muffled drums,
bring on the coffin, let the mourners come.
 
Let aeroplanes circle mourning overhead,
scribbling on the sky the message: he is dead.
Put crepe-bows round the white necks of the public doves,
let the trafic policeman wear black cotton gloves
 
He was my North, my South, my East and West,
my working week, my Sunday rest,
my noon, my midnight, my talk , my song.
I thought that love would last forever; I was wrong.
 
The stars are not wanted now, put out everyone.
Pack up the moon, dismantle the sun.
Pull away the ocean and sweep up the wood
for nothing now can ever come yo any good.
 
Pare os relógios, cale o telefone
Evite o latido do cão com um osso
Emudeça o piano e que o tambor surdo anuncie
a vinda do caixão, seguido pelo cortejo.
 
Que os aviões voem em círculos, gemendo
e que escrevam no céu o anúncio: ele morreu.
Ponham laços pretos nos pescoços brancos das pombas de rua
e que guardas de trânsito usem finas luvas de breu.
 
Ele era meu Norte, meu Sul, meu Leste e Oeste
Meus dias úteis, meus finais-de-semana,
meu meio-dia, meia-noite, minha fala e meu canto.
Eu pensava que o amor era eterno; estava errado
 
As estrelas não são mais necessárias; apague-as uma por uma
Guarde a lua, desmonte o sol
Despeje o mar e livre-se da floresta
pois nada mais poderá ser bom como antes era.

13 comentários:

  1. Usualmente o dia de Finados é chuvoso ou nublado mas hoje parece que vai brilhar o sol.
    De quando seria a foto do São João Batista? Botafogo ainda estava semi-deserto.
    Como os poemas são mais bonitos no original!

    ResponderExcluir
  2. Joel (Sempre observando)2 de novembro de 2017 09:09

    O brasileiro respeita o dia de finados. Como espirita que sou, não vou a cemitério porque ali nada existe além belas lápides e muitas energias pesadas, além de milhares de espíritos vacantes. Entendo que o espírito após a passagem cumpre um período de purgação no umbral e é encaminhado para locais apropriados ao seu adiantamento. Dante Alighieri era médium vidente e todas as ilustrações da Divina Comédia foram baseadas em suas visões.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia a todos.

    O cemitério "oficial" da família é o Jardim da Saudade, onde está enterrada grande parte dela. Até pouco tempo atrás era de praxe minha mãe ir com minha irmã. Hoje ela espera minha prima estar disponível para ir em outro dia, a fim de evitar a aglomeração de pessoas.

    ResponderExcluir
  4. Só conheço o São João Batista e já está muito bom.Daqui uns minutos saio para uma romaria entre os dois aqui de Vix,muito distantes.
    Gostei do jogo de ontem.Volto depois para uns pitacos.

    ResponderExcluir
  5. Peralta, o implicante2 de novembro de 2017 09:55

    Tia Nalu disse que em Brasília se comemora o Dia dos vivos.Muito vivos.

    ResponderExcluir
  6. Joel (orando e vigiando).2 de novembro de 2017 10:17

    A influência dos mortos é notada desde os tempos dos "Pithecantropus erectus". Jesus Cristo pregou a reencarnação, "abolida" da fé católica por outros interesses, mas a presença de espíritos é um fato, assim como a sua reencarnação. Orações e preces são as melhores maneiras de se homenagear alguém que se foi sem sem atrapalhar sua caminhada no etéreo.

    ResponderExcluir
  7. Que me recorde, o unico cemitério que mudou de lugar foi o da Ilha do Governador, que até 1903 funcionava na Freguesia. No ano seguinte foi "transplantado" com sepulturas e restos mortais para a Cacuia, onde está até hoje.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Noite! O Cemitério de Inhaúma , como todo "Campo Santo" era junto à uma Igreja. A Igreja de S.Thiago continua no mesmo lugar, mas o Cemitério cresceu e mudou-se. Hoje onde era o Cemitério está a Praça 24 de Outubro. O curioso é que mesmo o Cemitério tendo se mudado e o local se transformando em uma Praça,alguns jazigos de figuras importantes ligadas à Igreja permaneceram lá.

      Excluir
  8. Boa tarde a todos.
    Os costumes mudaram sim e isso é um fato, fruto de que nada é perpétuo e o mundo e a humanidade vive em um processo de mudanças, muito vívida hoje em dia e no passado não era tão percebido assim.
    Mas há que se perceber de que outros fatores levaram da mudança, como por exemplo, do enfraquecimento da Igreja Católica no país, abalando das tradições dessa religião.
    Acredito eu de que os pentecostais não tem do hábito de ida ao campo santo nesse dia, então, como hoje são a maioria ou então metade, essas práticas foram abandonadas.
    Outro fator é a violência.
    A maioria dos cemitérios, pelos menos aqui no RJ, há das malditas favelas coladas aos muros ou nas proximidades.
    Quem quer arriscar do pescoço por isso? Ninguém.
    Lembro-me dos meus dias de garoto de ir ao cemitério em qualquer época do ano com a minha avó materna e minha mãe, até mesmo para se evitar de ir no dia 2 de Novembro pois ficava entupido de gente.
    O hábito mudou na família justamente quando começou a existir do crescimento da violência urbana do RJ.
    Todos abandonamos dessa prática na família.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As favelas sempre atrapalhando a vida do cidadão de bem. Meio fora de foco: Uma propaganda de cunho político está circulando na mídia está causando desconforto no meio policial. Um grupo de "esquerdopatas" comandados por um desembargador ligado à infância e juventude, pródigo em atitudes polêmicas, pederasta notório, lança um movimento de apoio às minorias que tem como outdoor um morro do Corcovado repleto de favelas, onde um negro está sendo açoitado por um policial militar. Tem tal movimento o objetivo de desestabilizar a já tênue ordem vigente. A conferir...

      Excluir
  9. Voltei.O Flamengo saiu das cinzas ontem.Dificil entender este time.Com a vantagem que tinha levou dois gols no meio da área de forma passiva.E depois passou a depender de correria para buscar o empate.Em certos momentos o time parece desentrosado e sem força. É verdade que só perdeu aquele clássico para o Botafogo, mas não passa confiança .Parece que vamos ter que esperar 2018.

    ResponderExcluir
  10. Comentarista Esportivo2 de novembro de 2017 18:23

    Como pode o Vinicius não jogar? Dribla, joga pra frente, dá passes, abutre espaços, é rápido.
    Como o Juan foi reserva do Rafael Vaz e o Cuellar do Marcio Araujo?
    Esses professores não entendem nada.

    ResponderExcluir
  11. Acho que no Ancelmo Gois de hoje (pode ter sido no Gente Boa) uma nota diz que seria inaugurado mais um crematório. O custo está menor do que um sepultamento, mas só é usado em 5% dos casos...

    Ainda reflexo do domínio da igreja católica na população mais idosa. Mais uns anos e acho que essa tendência pode ser revertida.

    ResponderExcluir