Total de visualizações de página

sábado, 20 de janeiro de 2018

LOTAÇÃO

 
De vez em quando um "gênio" inventa um modismo. Nesta foto de 1957 vemos o lotação nº de ordem 1069 já com o "novo" modelo de cano de descarga, comprido, com a boca do escapamento lá no alto, pretensamente para evitar a poluição.
 
O lotação nº de ordem 1 ainda não havia se adaptado.
 
Lembram daquele rabicho de borracha preso no para-choque traseiro para "descarregar" a eletricidade? Ou a obrigatoriedade do estojo de primeiros-socorros? Quanta gente não ganhou muito dinheiro com isto?
 
O local da foto é a Praia do Flamengo, com o Posto da Amendoeira, da bandeira Texaco, lá no fundo.

19 comentários:

  1. Somos sempre enganados com vario modismos como você escreveu.
    Essa do cano de descarga dos obibus e lotações foi um desses modismos, pois a fumaça desce e não sobe portanto chovia poluição.
    Hoje em dia temos que pagar o DPVAT separado do IPVA, enriquecendo a cia que arrecada o tributo.
    E a tal vacina contra a febre amarela fracionada (também eficaz segundo o meu clinico) mas que exige que se tome a 2º dose.lembrando que o Brasil é o unico pais no mundo que recomenda a 2 dose. Eu tomei a vacina integral e estou imunizado para sempre. Essa vacina e fabricada pelo estado,portanto quanto mais doses melhor.

    ResponderExcluir
  2. Pensei que a postagem seria em homenagem a São Sebastião, mas vejo que o padroeiro está tão desprestigiado quanto a cidade.

    ResponderExcluir
  3. São Sebastião não quer ser lembrado ,pois a cidade está taõ degradada que ele prefere o anonimato igual a você.

    ResponderExcluir
  4. E o hoje em dia o extintor de incêndio que foi tanto exigido não é mais obrigatório. Será que não equipa mais os veículos novos?

    ResponderExcluir
  5. Em 1966 e 1967, Negrão de Lima suspendeu o feriado de 20 de Janeiro e as consequências foram catastróficas. Gostaria de ver que tipo de declaração o "Alcaide/bispo/cafetão de pobre" vai apresentar no dia do maior feriado da cidade ou a data passará "in albis".### Esses lotações foram proibidos de circular em 1963 devido à um decreto de Lacerda, obrigando seus proprietários a constituírem "empresas", já que eram "particulares". Isso foi o embrião de uma das maiores facções criminosas de que se tem notícia: a Fetranspor...

    ResponderExcluir
  6. Sobre o teto do ônibus em primeiro plano podemos ver as varandas do Edifício Biarritz. O fotógrafo está um pouco adiante da Rua Paissandu.

    ResponderExcluir
  7. Os fabricantes deste tipo de carrocerias procuravam muitas vezes através de recortes e apliques de aluminio suavizar o desenho do projeto, quase sempre bastante elementar .
    Na esquerda um Morris Oxford.

    ResponderExcluir
  8. Acho que o estojo de primeiros socorros acabou antes de dar lucro a alguém. O extintor não serve para nada se não for usado nos primeiros momentos do incêndio por alguém COM TREINAMENTO ADEQUADO. Vi ontem um incêndio numa oficina mecânica na Praça 11. Segundo um funcionário, começou em um carro e foram utilizados uns 6 extintores dos grandes (não aquela miniatura para carros) mas não adiantou nada. Na época da lei, um amigo deu o melhor veredicto sobre o assunto: se não tem nos carros alemães é porque não seve pra nada! Décadas depois...

    ResponderExcluir
  9. O citado Edifício Biarritz realmente é uma referência do bairro do Flamengo.
    Se os lotações acabaram em 1963 eu tinha 5 anos, mas lembro de "mofar", junto com minha mãe, em ponto de ônibus, e o desespero dela quando um passava com aquele letreiro de "lotado" aceso. Tenho ligeira lembrança também do apertado interior desses pequenos coletivos.
    Quanto ao extintor, já vi motorista de ônibus salvando carro de outro utilizando o extintor do ônibus com muita habilidade, mas acho que tudo depende do local no carro onde e como começa o fogo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Colaborador Anônimo20 de janeiro de 2018 13:18

      Deve haver algum engano pois cansei de andar de lotação em 1965 quando no ginásio.

      Excluir
    2. Pelo menos na Zona Sul, com a implantação dos ônibus elétricos em 1964 não desapareceram os lotações?

      Excluir
    3. Foram proibidos enquanto particulares, pois em geral os próprios donos os dirigiam. O Decreto 45/63 do Estado da Guanabara determinou que o ônibus fosse o único transporte coletivo no Estado e os lotações seriam extintos gradativamente.

      Excluir
  10. Fora de foco: Estive hoje pela manhã na igreja de São Sebastião para a bênção de padroeiro da cidade e saí de lá deprimido com o que presenciei, tendo a certeza que o país acabou, bem como a certeza do desprêzo que sinto por ele. Após a missa, saí pelos fundos da igreja e o estreito corredor que leva ao pátio principal estava tomado por centenas de pessoas miseráveis cujo aspecto nada devia aos africanos que aparecem no filme de propaganda dos "médicos sem fronteiras". Crianças desnudas e maltrapilhas, pedintes em quantidades assombrosas, velhos aleijados, enfim um quadro de miserabilidade incompatível com uma nação que se diz "democrática e progressista. Isso acabou com o meu fim de semana.

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde ! Agora, inventaram algo que não nos causa despesas a priori, mas, sim, a posteriori, qual seja, a invenção de que, na estrada, se ser obrigado a andar de faróis acessos. A indústria das multas deve ter se beneficiado grandemente com mais essa enganação...

    ResponderExcluir
  12. Boa Tarde! Relação das desnecessariedades que lembrei foram exigidas nos transportes coletivos ao longo dos devaneios asponicos de cada "Otoridade" nomeada politicamente para comandar o que quase sempre não manjavam nada. Proibido falar com o motorista, lotação 30 passageiros. A caixa do lotado,que ficava a direita no painel,Troco máximo obrigatório,proibido viajar embriagado,Mantenha distância,Proibido parar fora dos pontos.E muitas outras determinações igualmente absurdas

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde a todos.

    Na estranha cidade do sudeste acho que os escapamentos dos ônibus ainda são "para cima"...

    Os lotações devem ter sido eliminados a partir de 1963, quando houve a reorganização das empresas de ônibus, com a mudança dos números de ordem, que duram até hoje em sua maioria. Na década de 80 houve outra reorganização, com a exigência de uma frota mínima maior, o que levou a várias fusões e aquisições. A última " reorganização " aconteceu em 2010 e estamos sofrendo os efeitos até hoje...

    ResponderExcluir
  14. O Metropolitana 1069 com toda certeza é individual, O CIRB 1 também parece individual e para não estar com o cano para cima deve ser a gasolina.

    ResponderExcluir
  15. Isto além da estúpida determinação de que lâmpadas LED não servem para os faróis dos automóveis que saíram de fábrica com lâmpadas halógenas. Nem mesmo a luz de placa pode ser substituída por lâmpadas LED. Mais uma que contando ninguém irá acreditar...

    ResponderExcluir
  16. O Morris Oxford foi corretamente identificado, assim como o motor a gasolina do lotação 1. Interessantes ainda na foto a Cadillac 50-52 e o Ford 40 taxi.

    ResponderExcluir